segunda-feira, outubro 30, 2006

DIVAGAÇÕES...

Assisti a um filme maravilhoso chamado "CAPOTE" que conta a história de Truman Capote, autor de “Bonequinha de Luxo” e o seu envolvimento com os assassinos de uma família de uma cidade do Kansas, o que deu origem ao seu último livro "Sangue Frio". Truman acabou nutrindo uma relação de amizade com um dos assassinos, Perry, e durante uma série de “entrevistas” para o livro, Truman descobriu semelhanças entre os problemas que os dois tiveram com suas famílias durante a infância. Sendo questionado sobre uma possível paixão por sua amiga, ele diz: É como se Perry e eu tivéssemos crescido na mesma casa e um dia ele levantou e saiu pela porta dos fundos e eu saí pela frente. Fiquei pensando sobre isso, sobre como as pessoas podem ter passado por grandes problemas, especialmente na infância, que é quando nosso caráter está sendo “formado” e algumas não conseguem resistir a isso tudo. Como nosso psicológico pode ser frágil e como processamos as informações que são prejudiciais em nossa formação. É muito comum vermos famílias onde alguns filhos que foram criados no mesmo ambiente, passando quase que pelas mesmas dificuldades, acabam obtendo êxito na vida pessoal e profissional e os outros se tornam “marginais’... quero dizer, o que faz com que alguns saiam pela porta dos fundos e outros pela porta da frente?”. (Kaque)

4 comentários:

Ká disse...

é isso mesmo...
os dedos são irmãos mas não são iguais.

SER disse...

Pergunta pra ser debulhada por anos a fio na vida.
Mas sob a ótica das questões espirituais os caminhos na mesma casa são mesmo diferentes. Cada qual tem seu assunto pra tratar aqui na Terra.
Bijim ,
sds

Kaque disse...

Sim, Ser... eu nem quis falar sobre o lado espirital, porque a discussão sobre o assunto seria ainda mais longa, já que cada um tem a sua crença e seu envolvimento com essas questões... mas é algo para se pensar, como todos os estímulos positivos e negativos que recebemos durante a vida, faz com que nos tornemos o que somos hoje...

Docinho disse...

Já leu a biografia do Capote? Recomendo! Ainda não vi o filme, mas com certeza deve ser muito interessante (o ator é muito bom e a história também!)... Beijos!