terça-feira, outubro 31, 2006

31 DE OUTUBRO DIA INTERNACIONAL DO COMISSÁRIO DE VÔO DIA INTERNACIONAL DA POUPANÇA DIAS DAS BRUXAS Como já foi informado em post anterior o Calcinhas no Box não é democrático e quem manda aqui somos nós.... mesmo que os outros temas sejam interessante, vou homenagear os Comissários de Vôo, por uma única e simples razão... sou apaixonada por uma comissária. Então... FELIZ DIA DO COMISSÁRIO DE BORDO. (KÁ)

segunda-feira, outubro 30, 2006

DIVAGAÇÕES...

Assisti a um filme maravilhoso chamado "CAPOTE" que conta a história de Truman Capote, autor de “Bonequinha de Luxo” e o seu envolvimento com os assassinos de uma família de uma cidade do Kansas, o que deu origem ao seu último livro "Sangue Frio". Truman acabou nutrindo uma relação de amizade com um dos assassinos, Perry, e durante uma série de “entrevistas” para o livro, Truman descobriu semelhanças entre os problemas que os dois tiveram com suas famílias durante a infância. Sendo questionado sobre uma possível paixão por sua amiga, ele diz: É como se Perry e eu tivéssemos crescido na mesma casa e um dia ele levantou e saiu pela porta dos fundos e eu saí pela frente. Fiquei pensando sobre isso, sobre como as pessoas podem ter passado por grandes problemas, especialmente na infância, que é quando nosso caráter está sendo “formado” e algumas não conseguem resistir a isso tudo. Como nosso psicológico pode ser frágil e como processamos as informações que são prejudiciais em nossa formação. É muito comum vermos famílias onde alguns filhos que foram criados no mesmo ambiente, passando quase que pelas mesmas dificuldades, acabam obtendo êxito na vida pessoal e profissional e os outros se tornam “marginais’... quero dizer, o que faz com que alguns saiam pela porta dos fundos e outros pela porta da frente?”. (Kaque)

segunda-feira, outubro 23, 2006

O seu final de semana teve uma festa bacana na casa de uma amiga querida? Teve deliciosas batidas de saquê, bom papo e muitas risadas? Teve um cachorrinho fofo que insistia em puxar sua calça? Teve a namorada da sua amiga contando uma historia bizarra de um esquilo sendo laçado por uma fita daquelas de vídeo cassete? Teve uma ampla discussão sobre um vaso torto de marajoara? Nãããão? O nosso teve e foi BOM DEMAIS! Não posso deixar de dizer que, como tudo nessa vida, teve algo de ruim: Ficar apaixonada por batidas de saquê! Porque a gente não se apaixona por bebidas baratas? Por ex. “Catuaba Selvagem” que a garrafa saí em torno de R$3,99.... Vickaaaaaaaaaaaaa... quando será a próxima? P.S. Vamos fazer uma festa de aniversário pro Chico? (Kaque)

UM POST PARA NÃO SER ENTENDIDO

Comigo não tem esse negócio de dar o outro lado da face pra neguinho ficar batendo não, tudo tem um limite, um ponto final, um basta. Não sou de revidar, agora, oferecer o outro lado uma, duas, três vezes???? não mesmo, nem em pensamento. O último que eu ouvi dizer que fez isso - e longe de mim, parecer que sou herege, morreu pregado numa cruz e definitivamente não quero isso pra mim. Sou pela via da justiça, como disse um político americano (que agora não me lembro o nome) “perdoar meus inimigos sempre, esquecer o nome deles, JAMAIS”. Como o meu entender por “perdão” se limita a não desejar o mal, não rogar 425 pragas, isto quer dizer que nunca irei esquecer, tirar do pensamento, fazer de conta que nada aconteceu... isso pra mim é tarefa para mim impossível, impossível mesmo. Sem chances... Eu simplesmente adoto um postura, escolho um posicionamento, um lado... aqueles que por qualquer motivo caíram na minha lista de ex amigos são jogados pro lado norte do meu cérebro, ficam junto das coisas que nunca existiram, que nunca foram vistas, que nunca foram imaginadas, resumindo, NUNCA me farão falta. Não esperem de mim mais do que posso dar... sou boazinha, mas não sou santa, portanto, ao cruzarem por mim na rua, me façam um grande favor, ME VIREM A CARA. (Kris)

AVISO AOS NAVEGANGES - PARTE II

Como sou uma pessoa de coração bom... alma piedosa e não quero que vocês passem o resto da vida em conflito confundindo Ka com Kaque, resolvi que vou usar o meu 2º nome para assinar os post’s aqui do Calcinhas... Portanto, leiam com atenção o texto abaixo, porque isso nunca mais será repetido. AVISO AOS NAVEGANTES Quem dependura as calcinhas neste box. Kris (ex Ka) – mulher, vinte e poucos anos, sapatona, nordestina, gosto duvidoso, quase loira, feia, pé grande, moradora de um bairro distante, mal humorada, bem resolvida e namorada da Kaque Kaque – mulher, vinte e poucos anos, lésbica, paulistana, chique, morena, bela, pé alvo, moradora da zona sul, humor cítrico, bem resolvida e namorada da Kris (ex Ka). (Kris)

quinta-feira, outubro 19, 2006

Estou simplesmente enlouquecendo com o barulho do meu vizinho do apê de cima! E prá minha total tristeza não posso atirar pra cima e falar que “disparou acidentalmente” porque a desculpa não vai colar... portanto, conto com a ajuda de vocês: alguém sabe de algo que eu possa colocar no teto e que produza barulho suficiente para que eles descubram como é bom só conseguir dormir três horas por dia? Minha lista de maldades anda tão pobrinha.... (Kaque)

PROPAGANDA GRATUITA

E toda sexta-feira as 21:30 vai ao ar, pela Rede Minas de Televisão o programa CINE MAGAZINE, apresentado por minha amiga.... Quem não estiver em Minas, ou estiver na fila do GIS pode acessar www.cinemagazine.com.br. Ps. Sandy??? Onde eu retiro o meu brinde????? (KÁ)

terça-feira, outubro 17, 2006

Voluntariado

Sempre que parava naquele sinal lá estava ela, negra, rechonchuda, um sorriso lindo, várias canetas nas mãos, dizendo com aquela voz chatinha de tão fina: Eu sou voluntária! Você pode colaborar comprando uma caneta por R$1,00? Eu já havia comprado uma caneta e sempre que parava ali ela me reconhecia e batia um papo rápido. Sempre reparei que ela não tinha nenhum crachá que a identificasse como voluntária de alguma instituição e até que, intrigada, resolvi perguntar de onde ela era voluntária e ouço a resposta sem titubear: Sou voluntária de mim mesma! Afinal de contas, se eu não me ajudar, quem vai fazer isso? Depois de uma sonora gargalhada resolvi comprar cinco canetas, porque com essa resposta... foi merecido! (Kaque)

segunda-feira, outubro 16, 2006

COISAS DA VIDA

A vida é mesmo assim... as vezes damos a cara pra bater crente que vamos tomar só um tapinha... aí o engraçadinho do outro lado te dá um soco. Fazer o que??? (Ka)

quarta-feira, outubro 11, 2006

Depois do desabafo... o agradecimento!

Não quero mais ficar remoendo essa história de acidente, mas não posso deixar de fazer esse post de agradecimento para as pessoas que se preocuparam comigo e que fizeram contato de alguma forma através de telefone, msg de texto, e-mail e scraps. Me surpreendi com algumas pessoas que não imaginava que me procurassem, assim como me surpreendeu ver que pessoas tão queridas simplesmente não se importaram... Embora já os tenha agradecido, gostaria de fazê-lo novamente, só que publicamente: MUITO OBRIGADA por todo o carinho e apoio! Fico muito feliz por vocês fazerem parte da minha vida! (Kaque)

Desabafo

Alguns dias depois do acidente com o boeing 737- 800 eu começo a me sentir um pouquinho menos desanimada e resolvo voltar a postar por aqui. Ontem, recebi alguns e-mails com o endereço do sepultamento de alguns colegas e de novo senti aquela sensação horrível que mexeu comigo durante todos esses dias. Fiquei pensando se escrever sobre isso seria exposição demais e por isso resolvi “ligar o botão do foda-se”e escrever aqui o que eu gostaria de dizer a eles: Décinho, querido comandante, você morreu fazendo o que mais gostava: voar. Tenho ABSOLUTA CERTEZA que você fez tudo o que pôde para minimizar aquela queda e desde que soube da tragédia, uma outra certeza me acompanhava: a de que não era falha da tripulação técnica do vôo. Você foi um excelente profissional, mas o mais importante é que você sempre foi uma excelente pessoa com seus colegas de trabalho, de gentileza e educação surpreendentes em um meio onde a arrogância impera. Thiaguinho, queria dizer o quanto seu sorriso e suas brincadeiras vão fazer falta nos vôos e como vai ser triste olhar isso nos olhos do seu pai. Lembro-me quando você me disse que eu saberia pousar um avião melhor que você, mas que você não teria tanto sucesso ao realizar o meu trabalho e sinceramente gostaria muito de poder rir e ouvir isso novamente. Renatinha, Sandra, Neri e Rodrigo, como é triste perder vocês! Fiquei muito tempo pensando no que vocês deveriam estar fazendo na hora da queda, toda aquela nossa rotina... resolvi parar de pensar nisso porque estava me fazendo muito mal. Sei que vocês morreram fazendo aquilo que amavam, porque só permanece na aviação quem ama voar, quem olha com brilho nos olhos para todos aqueles aviões! Quem mais agüentaria ficar dias longe da família e de pessoas queridas, agüentando passageiros mal educados, sendo muitas vezes desrespeitados e suportando problemas de saúde por causa das muitas horas de pressurização se não amasse voar? Isso de certa maneira me consola. Lembro-me, alguns anos atrás, quando estava fazendo meu curso e que me perguntavam constantemente se eu não tinha medo de morrer em um acidente de avião e eu respondia: já que eu tenho que morrer um dia, que eu morra voando, pois lá em cima estarei mais perto de Deus! Pode ter sido uma resposta infantil, mas hoje penso que quando estamos realizando um sonho, fazendo algo que nos dê alegria, estamos mais perto de Deus. Vocês com certeza estavam mais pertinho Dele! Esse post pode parecer meio confuso para quem o ler e peço desculpas por isso, mas tive e ainda tenho dificuldades em expressar tudo que se passa aqui dentro com relação ao acidente. Esse é o meu desabafo! (Kaque)

segunda-feira, outubro 09, 2006

MEUS TIPOS

Existem vários tipos de mulheres que não fazem o meu tipo. Dentre elas estão as deselegantes, as grosseiras, as que fazem cara de conteúdo, as mal educadas, as asquerosas, as metidas, as pseudointelectuais, as que usam pochetes, as enjoadas, as extremamente carentes, as que dizem gostar de Fernando Pessoa só para impressionar, as que se vestem rápido, as que sempre sabem para que lado o cabelo deve estar, as que odeiam pulseiras, as que nunca bebem, nunca falam palavrões ou nunca comem carne vermelha, as que reclamam do meu cigarro, as egoístas, as que não se movem com graça, as que não me ensinam sobre coisas do mundo, as que não lêem, as que nunca têm dúvidas, as decididas, as independentes, as que sabem fazer de tudo, as esnobes, as que sabem sambar muito bem, as pudicas, as santinhas, as que sempre mantêm os dois pés no chão, as que não choram com filme, as que acham que comprar a pipoca do cinema é um dinheiro jogado fora, as feministas, as que não usam sutiã, as que usam batom cor de rosa choque, as que não têm margaridas nos olhos, as muito práticas, as que se despem rápido demais, as que não seguram minha mão durante o vôo, as que nunca choram em uma despedida, as abusadas, as que se acham, as que respiram grife, as que rotulam o mundo, as que não agradecem, as que não gostam de dormir junto, as que nunca andam de ônibus urbano, as que falam alto demais, as que falam baixo demais, as que não falam... mas, definitivamente, o tipo que eu mais odeio é o tipo que leva a frente do som do carro para a mesa do bar. (Ká)

sexta-feira, outubro 06, 2006

PERGUNTA DIRECIONADA

Se eu confessasse que lá, não tão no fundo, já nem sei mais que começo tem meu mundo e que fim tem a minha rua se não começo ou termino o dia me sabendo tua em todos os sentidos, de cima para baixo, pele, da esquerda pra direita, língua, de fora pra dentro, olhos, de cá pra lá, voz, de dentro pra fora, cheiro, tu tomarias o meu país, demarcarias as minhas fronteiras, farias teu o meu território e me colocarias um nome desses bem bonitos para me chamar de minha pátria, meu chão, minha terra, para deitar em mim tuas raízes, fazer correr por mim teus rios e brotar em mim tuas sementes de linho, algodão, trigo amarelo, pêssego branco?? Dispensei meus exércitos. Aguardo teu desembarque em minhas costas. (Priscilla Simari / macondo.com) (Ká)

quinta-feira, outubro 05, 2006

E COMO NOSSO COMPROMISSO É COM A INFORMAÇÃO... LÁ VAI 05 DE OUTUBRO DIA DAS AVES SE ISTO FOR ÚTIL PARA ALGUÉM... NOS AVISEM. (Ká)

quarta-feira, outubro 04, 2006

A VIDA É MESMO ASSIM... SE FICO SEM FALAR COM ELA MEUS FUNCIONÁRIOS COMEM O PÃO QUE O DIABO AMASSOU (COM A REGIÃO GLUTEA). AI AI... 3 VIVAS PARA O PODER. (ká)
"O PT é um partido orientado por intelectuais que estudam e não trabalham, formado por militantes que trabalham e não estudam e comandado por sindicalistas que não estudam e nem trabalham." (roubado do Pão na Chapa) (ká)

POST ENCANTADO - PARTE I

A primeira vez que vi Tereza, percebi que ELA tinha margaridas nos olhos. Tereza era mesmo assim, uma mulher de muitas flores. Além disso, ELA carregava cravado no corpo, um não sei que de paraíso, uma delicadeza de gestos, um perfume que se espalhava pelos meus sentidos. Me encantei por Tereza ali, sem estrELAs, sem faróis,sem músicas, sem razão (e quem disse que os encantamentos precisam ter razões?)... A segunda vez que vi Tereza, uma margarida escapou do seu olhar e pousou aqui, na fagulha do meu, desenhado na minha retina seus contornos, a curva do seu quadril, o vai e vem do seu andar. Me apaixonei por Tereza ali, sem violinos, sem borboletas, sem uma noite de luar, sem o silêncio, sem razão (e quem disse que as paixões precisam ter razões?)... A terceira vez que vi Tereza, ELA já arrastava todos meus pensamentos, todos meus sonhos, as suas margaridas já estavam em meus instantes embaralhando meu querer, rodando meu juízo, suas flores já enfeitavam meu sorriso, meu peito já ardia com o vai e vem dELAs, minha saudade já tinha um nome, minha vontade já tinha um nome, minha vida já tinha um nome. E eu amei Tereza ali, sem nada pra oferecer, sem um destino certo, sem uma pergunta formulada, sem uma vida pronta, sem uma certeza sequer, amei Tereza ali, porque encontrei uma razão pra isso, amei Tereza no momento exato em que descobri que eu não vivia mais sem o colorido daquELAs flores – ainda bem que os amores precisam ter razões. (KÁ)

terça-feira, outubro 03, 2006

"Talvez muitos não saibam, mas o Calcinhas no Box, sofreu de modo direto com o acidente do Boeing 737 da Gol. Então, queremos dizer que sentimos muito pelas vítimas, por seus parentes e amigos e estamos profundamente agradecidas com o carinho que recebemos.." (Ká)

domingo, outubro 01, 2006

Kaque, Ontem eu entendi o verdadeiro significado da palavra "pavor", até então, eu achava que pavor era algo parecido com medo e não é. Medo é só uma sensação que pode passar com argumentos fundamentados. Pavor é uma força esmagadora, que mora no meio do seu sentido, que te rouba o raciocínio, o pensamento lógico, que esmaga o mais primórdio dos instintos. Pavor é desespero. Nunca se esqueça que eu amo você pra sempre (e o pra sempre nunca acaba)