quarta-feira, outubro 17, 2007

Minha Primeira Vez!!!!


Quando se começa uma relação sempre escondemos algumas coisas, não queremos que o outro nos veja como realmente somos... escondemos os detalhes mais sórdidos da nossa humanidade. E mesmo comigo, mesmo sendo a Cruela Cruel Veneno da Silva, sofri com as intervenções e com os constrangimentos que um corpo fisiológico nos traz.

Vamos aos fatos:

Era uma quinta feira a noite e eu havia chegado a São Paulo pela primeira vez para ver Persona. Na época ela ainda estava morando em uma kit minúscula, coisa de engenheiro que pensa que tudo miudinho é funcional, ele deve achar que é mais fácil manter em ordem, mas, como manter limpo um lugar que mal cabe uma vassoura?
Pois bem. Como eu já disse, tudo era minúsculo, sala minúscula, quarto minúsculo, cozinha minúscula e o pior de todas as minisculezas o banheiro também era minúsculo.

Ok, ok... era funcional.
Mas eu sou um pato, sou a falência do activia. Funciono direitinho... 2 vezes por dia (me eduquei, antes eram 3) e ali não tinha jeito. A porta do banheiro era ao lado da cama, alias, a única coisa gigante ali era a maldita porta do banheiro.

Pensei, rezei e a sexta feira passou. Sábado acordei esverdeada... menti para Persona e disse que era a poluição do ar (sendo que na verdade era a minha poluição), ela não acreditou. Achei que não fosse conseguir, meu fim estava próximo, mas ela não podia saber que eu fazia essas coisas, não, mil vezes não. Outra promessa e mais um dia se passou.

Domingo, eu tinha uma cor indefinida, corpo lento, olhar perdido, a morte me rondava, meu fim estava próximo. As flatulências eram eliminadas na hora do banho, enquanto eu cantava em voz alta uma música qualquer Tentei negociar mais uma promessa, já eram 3 em um único fim de semana... sem fumar, sem comer carne vermelha, fazer o bem. Um mês de promessas simultâneas. Lembro da Persona me perguntando: está tudo bem? Você está diferente. O sim saiu espremido, as cólicas iam me matar... eu não sabia mais como segurar... logo ia acontecer. Dei meu tiro de misericórdia. Prometi – 1 MÊS SEM BEBER.

As 13h estamos saindo para ir à Estação da Luz... subo as escadas, cada degrau era uma muralha... eu andando de ladinho tentando me convencer que estava tudo bem.
De repente, fez-se a luz... Persona vira e fala: “esqueci o óculos”... era meu sinal, Deus estava de plantão. Glória Glória, Hosana três vezes. Na hora soltei “eu pego” me espera na portaria. Voltei igual um corisco, e fui ao banheiro. 25m2 meus... aconteceu... volto feliz, uma gazela saltitante em um campo de trigo morava em mim.

Encontro Persona no segundo lance das escadas. Então ela pergunta de novo: “está tudo bem mesmo?” sim sim sim, claaaaaaaaaaaaaaro que sim. Faz um dia lindo lá fora.

30 comentários:

Pucci disse...

haha ... sua ideia foi boa ... provavelmente eu a chamaria para ir a um shopping ou qualquer lugar com banheiro coletivo e colocaria a culpa nas cabines dos lados haiuha


adoro seu blog

Cruela disse...

pensei nisso.
inclusive tentei outro dia...
Mas ela descobriu...

disse...

Acho que todo mundo já passou por isso...rsrs..vc sabe que a minha queridissima tb tinha esses problemas,coitada..sofreu muito nos primeiros meses...kkkkkkkk....
bjs....

Segunda a Sexta disse...

T� vendo, durante a semana a gente se lembra, de final de semana, a gente esquece (ou alivia).

E agora, o m�s sem beber? fiquei curioso...

Beijo!

Cruela disse...

sim sim,
1 mês.

Promessa é dívida e não todos os dias que Deus te salva da morte.

Sílvia Carrasco Braga disse...

Hahahahahahahaha
Gente me divertir horrores imaginando a situação....rsrsrsrs
Essa questao de intimidade é foda msm, no começo ficamos todas timidazinhas, querendo ser a perfeitinha, lindinha....rs
Eu tenho uma amiga que ela nao consegue ir no banheiro se tiver alguem do lado de fora esperando ela ou se ela souber q alguem esta dependendo dela acabar pra usar o banheiro... Nem xixi sai...hahahaha
Eu nao tenho esse prob nao... ao contrario da Cruela eh uma benção qdo recebo o sinal divino do banheiro me chamndo... ai nao tem lugar certo... onde tiver vai!!!

Sasá disse...

kkkkkkkkkkkkkk..

é sempre assim, quando morava com fernanda era horrível. Ficava 4 dias apertada, e quando chegava a noite, durante o sono o meu organismo sentia-se livre..a fernanda percebia mas não falava nada. Até o dia que eu comecei a acordar assustada com as "manifestações de prostesto" do meu corpo, e então com medo da fernanda perceber, eu já nem dormia direito..
Em suma, aprendi com o tempo a pedir que ela desse uma voltinha lá fora. Bons tempos...

Bjuu

ssalmeida.blogspot.com

Cruela disse...

Sílvia querida.

esse é o grande problema... eu sempre recebo o sinal duas por dia.
imagine meu sufoco.

Marie disse...

hahaha o minha situação foi quase igual, só que estava no motel, e depois de tudo e mais um pouco para disfarsar, não tinha descarga! tive que pedir para não entrar no banheiro...

Marie disse...

ops , seria "a minha situação"...

Persona disse...

Como dizem... intimidade é uma MERDA!
Só que a falta dela também é...

Persona disse...

Sasá e Marie... quase chorei de rir com vocês... organismo se sentia livre a noite??? Era o momento da fuga! kkkkkkkk
Marie, que motel é esse mulé? Descarga que não funciona não dá... acabou com a "magica" do negócio. Se bem que motel geralmente não tem mágica nenhuma. rs

Marie disse...

pois é...motelzinho meia boca total acredita...tudo bem, a gente foi descobriu o que é intimidade e casei com ela do mesmo jeito...rs

Ve Barbosa disse...

Olha, isso é realmente muito complicado. Passei por essa situação quando morei na casa de uns parentes. Ok!, eram parentes, mas ainda assim vc fica muito travada... É quase como se eles não fizessem também.
No fim, eu passei 6 meses morando lá, e não podia esperar durante esses 6 meses, então o jeito foi desencanar.

Beijos...

:o)

Iara Alencar disse...

kakakakkakakakk

meu deus que oisa..

eu moro numa dessas kitnetes feitas pra se manter tudo no lugar onde se colocou na mudança..
ô vida..

se voce soubesse o que aprontei quando fui em brasilia..

Cruela disse...

e o que vc aprontou?

Mandy disse...

Oi Cruela
Vc não sabe como eu sofri com vc nesse seu depoimento e também senti uma peninha da Persona pq a coitada lá tentando te fazer feliz e vc sentindo cólicas e com vergonha de ir no banheiro, tsc tsc, levasse uma caixa de fosfóro!!!
POST AFLITIVO!!!!

disse...

Um mês...

nuss!!!!!!

Guga Paz disse...

HUAHAUHAUAAUHU
miNHA NAMORADA SEMPRE SOFRIA COM UMAS CÓLICAS IMENSAS.... era uma dor aqui outra acolá...e sempre quando eu ia visitá-la...depois de uns muitos meses.... Eu disse..eu tenho um bom remédio: comprei uma coca-cola de 600 ml e pronto! Disse arrote....ela ficou sem jeito, mas arrotou. E depois soltou uns gases e sua doença estava esclarecida: vergonha de soltar pum, ou ir ao banheiro quando eu estava lá....
Mas o caso é meio constrangedor, morei um flat minúsculo tb e só ia ao banheiro quando estava sozinho...
Mas a desculpa do Shopppng seria perfeita. Pediria p ir ao banheiro e pedia p sua companheira comprar algo!
Abço!

Michelle disse...

hahahhah!As flatulências eram eliminadas na hora do banho, enquanto eu cantava em voz alta uma música qualquer aii morri de ri qndo li essa parte ahuhaei
tu escreve mto bem!!!
bjoo!!

Michelle disse...

o meu blog eh o http://papodemulheretc.blogspot.com

=)

Bruna Battirola disse...

OI
muito tri esse blog
quando tiver um tempo de uma olhada no meu
vou colocar vcs nos meus favoritos
bj

Dika disse...

hahaha que aflição, hein. Tadinha! Agora me imagino numa situação dessas... vou me preparar. rsrs

Ótimo texto.

ps: Indiquei teu blog no "Vale a pena conferir".

http://digaoquequiser.blogspot.com
se quiser ir lá saber do que se trata...

Bjs

Gu do Angu disse...

Essa figura da mulher passando mal e com a mão na barriguinha me lembrou a Ana! Droga, vou chorar de novo! Não posso lembrar da Ana grávida que choro de emoção...

Ci (kal) disse...

kkkkkkkkkkkk, só de imaginar a cena já morro de rir, embora saibq que é desesperador a situação, e por isso mesmo a cada dia que passa, amo mais a intimidade conquistada na relação.A primeira vez que tive a oprtunidade de viajar com a Kal, tínhamos 1 mês de namoro, e foi na casa de um primo dela a ocorrência inaugural... A casa estava cheia e já era qse na hora do pessoal de lá da cidade se juntar com os que já se encontravam ali.Ela entrou sorrateiramente e foi. Come medo da água acabar, fui correndo, peguei minha necessaire e fiquei esperando, na porta do banheiro. Qdo ela abriu a porta e me viu... ela ficou "meio" sem graça, voltou em 1 segundo e falou que ia tomar banho.Só sei que ela demorou e muito naquele banho, e qdo fui tomar banho,os "ânimos" já tinham se acalmado.Comigo, demorei exatos 9 meses para poder "liberar"-me do efeito estufa(aproveitava qdo ela ia ao banheiro, tomava banho, etc)e aí depois disso... tem sido só alegria, e não mais nos esquentamos com essas inquietações. E confesso, nunca tinha conseguido esse grau de intimidade com nenhum relacionamento, só com ela, e acho que é um dos motivos a mais, essa liberdade, que cada dia me faz mais apaixonada por ela.

Bjos pra vcs

BABI SOLER disse...

em toda primeira vez sempre fica uma boa história para contar.

Anna Flávia disse...

ufa!
ahuehiahehu

Isa Zeta disse...

hahaha. Muito bom!

Esse negócio é complicado mesmo. Mas há um velho truque, que vc poderia ter usado: riscar um fósforo no banheiro. Elimina qualquer odor, minha querida.

Janasinha disse...

Gente do céu... JÁ É meu blog prediletoo!!!!!!1
Ahhhhhhhhhhh... SUPER me identifiquei.
Acreditem... 1 ano de namoro já e eu ainda não me sinto a vontade nessas situações!

Karol Braun disse...

Me acabei de tanto rir ao ler este post. Incrível esse tipo de situação.

=*