quinta-feira, julho 03, 2008

DE TODOS OS ABRAÇOS ... O QUE EU NUNCA ESQUECI

Quando chegou a minha vez eu já estava pronta. Na verdade as minhas malas estavam prontas, porque ninguém está de fato preparado para sair de casa.O despertador tocou às 5 da manhã, avisando que só me restavam mais 2 horas. Naquele instante, em que os conselhos já estavam guardados e só faltava empacotar os abraços eu vi ele chorar, chorou para dentro como sempre fazia, mas, no decorrer daqueles anos, eu havia aprendido ver suas caras, aquele sorriso torto, aquela mão na cintura! Seus gestos não me enganavam nunca.

Sempre há uma hora em que os pais soltam os filhos e permitem que eles caminhem sozinhos, longe dos olhos protetores e vigilantes. Aquela era a minha hora, 7:00 da manhã do dia 2 de agosto de 1995.

No dia anterior, ele havia ouvido Roberto Carlos cantar incessantemente: “naquela casa simples, você falou pra mim, que eu tivesse cuidado e não sofresse com as coisas desse mundo, que eu fosse um bom menino, que eu trabalhasse muito, que o nome do meu pai soubesse honrar e nunca fosse um vagabundo”... era o último conselho, velado, o conselho para toda a vida veio assim, como música. Ele sabia que eu entenderia e que mais palavras eram desnecessárias e que no decorrer dos anos, tudo que ele me dissesse teria seu fundamento ali, em versos cantados.

Naquele dia eu saí de casa e não olhei para trás. Não vi seu rosto se banhar de lágrimas, eu olhava pra frente, ele para dentro de mim... Eu voltei para casa durante todos esses anos e passei por aquela porta e me despedi dele ali dezenas de vezes. Mas, há um ano ele também saiu de casa, trancou a porta por fora, lá dentro tudo continuava igual, ele voltaria como todas as outras vezes. Só que desta vez, a vida traçou um caminho novo e ele nunca mais irá voltar. Porque ninguém volta da Terra dos Encantados.

Há 1 ano, a ausência dele me faz chorar.

De todos os abraços o que eu nunca esqueci

* foto by Tatiana

66 comentários:

Persona disse...

E eu seguro a sua mão e choro junto...

Pucci disse...

É foda ... =(
O meu já faz 10 meses...
E ainda me entristece...

Dama de Cinzas disse...

Um beijo afetuoso...

Garotas de Vinte e Poucos disse...

Agora vc me fez chorar! Chorar de saudade. Chorar por não ter me despedido. Chorar pelo último abraço não ter sido melhor aproveitado.
*Lala*

disse...

(L)
...

Karin disse...

Deus, é a segunda vez que me emociono hoje ao final de uma publicação de Blog.
Agora, mais forte.

Lana disse...

Pessoas assim, como a que você permetiu que aflorasse quando escreveu essas linhas, me fazem acreditar que algumas coisas são eternas.
Me fez parar, olhar pra dentro de mim.
Desejo, persona, que você sempre saiba que as pessoas realmente se tornam encantadas.
Obrigada por acalentar meu coração.

Georgia disse...

Eu acredito que a porta entre você e ele estará sempre aberta. Ele nao fechou a porta, eu sinto que ele abriu uma nova porta, e por essa porta você um dia também vai passar. Só que ele foi primeiro, pelas circunstância da própria idade e da vida. Mas ele sabia também que você daria conta de manter tudo ao seu redor em ordem´e sem decepcioná-lo. Ele só aceitou seguir por essa nova porta, porque ele está confiante na sua capacidade de proseguir sem ele, até que vocês possam novamente se encontrar para o abraco inesquecível. Esse sim, será inesquecível depois de tanto tempo.

Grande beijo

Camilinha disse...

... eu sempre quis mais com meu pai e, por orgulho dele e meu, não tivemos.

mas, eu também choro vezenquando. quando sinto falta do abraço dele que nunca recebi. e ele está ali, em pé na minha frente e é incapaz. é quando me sinto uma menina infeliz...

beijos daqui...

Gu do Angu disse...

Tomara que eu seja assim pra Bia, também... E que ela se lembre assim de mim, um dia... Vou abraçá-la bastante pra ela ter um bocado deles pra se lembrar.

A má notícia: meu pai já se foi há 12 anos e eu ainda sinto falta do abraço dele. E queria tanto que ele pudesse abraçar a Bia. Ele amava tanto criança...

PS: A meia de avião tá lavando... Mas eu mando a foto assim que der!

Beijo,

Fá Frazão disse...

Olha a minha ficha vem caindo a cada dia que passa.
Pois o mocinho, que virou super-herói e hoje ainda se acha um jovem de 60 e poucos anos, tem se aproximado mais de mim. Alías quem se afastou fui eu... e ele sempre esteve por perto. Ao ler opost fiquei também emocionada. Por mim e por vc e por todos que se emocionaram, darei um forte abraço no pai mais pentelho e feliz que eu tenho \o/
Bjuzz

GUILHERME PIÃO disse...

Parabéns, você conseguiu me emocionar com este post.
Sinto muitas saudades do meu e nunca consegui falar ...hoje você falou por mim.
Abraços

F. disse...

meu beim vc arrasou demais no texto!

um lindo fds pra vc!

bju

Nina disse...

Imensa saudade senti agora daquilo que nem vivi.

abraços parternos não tenho desde que me entendo por gente. Mas em compensação os tenho, redobrados e apertados de minha amada mãe.

Beijos

ótimo final de semana

Comentarista Abalizado disse...

É o melhor texto que já li em qualquer blog que já visitei... me emocionou muito!

Zitcha disse...

dói, né?
e só quem já passou por isso sabe o quanto q dói.

agora em julho tb faz 2 anos q perdi o meu pai. às vezes sinto um vazio tão grande, mas tão grande, q nem cabe dentro de mim.

ouvir a voz dele de novo, andar pelas ruas segurando sua mão.. me lembro do quanto eu gostava dessas coisas.

enfim.

espero q os dias tristes passem rápidos, pq eles sempre ocorrerão.

beijos.

Natividad Eyel disse...

olha lembra q ele sempre vai estar com vc onde vc for... eu tbm vou começar minha aventura longe de pessoas q eu tenho certeza q me amam, eu soh espero nao ter q sentir saudades assim logo...
bjokassssssssssssssss
abraçokasssssssssssss
adios
e
feliz natal !!!!!!!!!!!!

Jairo Gudzowskyj Brandao disse...

Talvez a unica imperfeiçâo da vida.

talvez..

Daniely disse...

Muito bonito seu texto...dá uma coisinha aqui dentro...sinto por sua perda...

p.s: Itapetinga é?vizinhas de cidade,hã?abraço!!

HARA, Simone. disse...

alguém aqui conseguiu não chorar depois de ler?

Fada Safada disse...

poxa, acabo de voltar da visita à prima careca. ela ta um fiapinho de gente, já foi induzida ao coma, deve apagar como uma vela em breve, muito breve.

fiquei abraçando os filhos dela, primos que há muito não via.

abraços são sempre bons, sejam de reencontro ou despedida aqueles braços envolventes aquecem o coração, há reciprocidade, aconchego, carinho e conforto.

beijos solidários,
Fada

Cruela disse...

Jairo, com certeza a coisa mais estúpida que podemos fazer é morrer.

**********************

Cruela disse...

Persona,

Sem você não seria possível... você sabe disso.

beijos

amo-te

Ana & Jo - .:Amor Para Sempre:. disse...

Sei como é.. Sei bem..


Quanto aos "presentes".. Ana leu o post pra mim ao tel, assim como eu adorou os comentários sobre as nossas flores, até que não foi dos "piores".. :) he!!

Fica bem Cruela..
Fica com Deus!!

Bjs..

Jo

Fernanda disse...

Nossa parabéns que sensibilidade tem seu texto!!! Continue assim, escreves tão bem que chega a arrepiar!!

Sucesso, paz e saúde sempre!!!

Bju

Ana Lucia disse...

mudanças e despedidas são sempre muito complicadas, mas, como canta o velho e bom Roberto Carlos
...se chorei ou se sorri, o importante é que emoções eu vivi...

Elisa&Alex disse...

Somos de Natal... obg pelos elogios! =*

MAri disse...

delicadamente doloroso o texto...

estou ligando pro meu pai agora!

Natália Coelho disse...

Não se esqueça nunca do abraço de quem tanto te ensinou!
Ainda não perdi o meu, e seu texto me fez pensar em como eu posso aproveitar mais o meu pai. Pena que nossa relação não seja tão boa quanto a sua parecia ser!

Abraços

Mano Pacato. disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Erica disse...

É,perdas e despedidas infelizmente fazem parte da vida,mas confesso que ainda não aprendi a lidar com elas.Nós dizem:"a vida continua".Sabemos que é verdade,mas um pedaço de nós se vai quando perdemos alguém querido e a vida não é a mesma.
Força,querida!Que DEUS esteja sempre do teu lado segurando sua mão.Um forte abraço!

Jul!o disse...

Meu pai parece com o seu...
Caras intimas, daquelas que só ve quem vive perto...
E nos entendemos num lindo silencio...

(L)

Cruela disse...

Gu

A Bia com certeza vai sentir tudo que sinto... só que daqui uns 90 anos.
rs

beijos

Tragicomicuzinho disse...

lindo texto...

emocionante.

bjo

O Equilibrador de Pratos disse...

Cacete!!! Esse blog é um complemento do nosso. Impressionante. Acho que tu tem que entrar, não, "acho" não. Tenho CERTEZA que tu tem que entrar no nosso, pois são blogs que se complementam. Entra lá e confere:

O Equilibrador de Pratos
"O que os homens pensam?"
Relacionamentos. Teorias. Discussões. Comentários. Mulheres. Sexo. E pratos equilibrados em varinhas. Bem-vindo à vida real.

www.oequilibradordepratos.blogspot.com

Acho que podem sair comentários/discussões/idéias/teorias bem interessantes desse Universo Homem & Mulher. Te aguardo, ok? (Jurandir)

Gu do Angu disse...

Pois é. Combinei com ela logo depois de ler seu texto que Ana e eu vamos viver até os 126, pra ela só passar por isso aos 90...

No mais, queria deixar uma coisa bem clara pra vc e pra Persona... Mas como dizer isso de forma agradável e delicada... Já sei: NÃO DOU, NÃO EMPRESTO, NÃO VENDO E NÃO DEIXO DAR MORDIDA!

Ficou delicado? :-p Hahahahahahahaha

Mas ó: deixo pegar no colo, desde que em ambiente protegido e sem possibilidade de fuga. :-) Tipo: bem longe do aeroporto! E deixo ver e usar as fotos, à vontade, tá?...

Beijo pras duas!

Cruela disse...

Isso mesmo Gu.

O combinado não sai caro e é muito feio deixar um filho quando ele ainda não está preparado pra isso.

ps. temos que ir aí logo, enquanto ela ainda cabe na mala.

@nderson Pinheiro disse...

EEmocionado: Me totcou O.o
=D
mais tow felix
o blgo ta massa..
bem feminino!bem legal...!
inte ++

indoh..


>>RADIO BAGACEIRA<<

http://www.radiobagaceira.blogspot.com/

OU

http://www.radiobagaceira.vai.la/

Ingrid Torres disse...

nome criativo... post lindo

MaxReinert disse...

lindo texto....
Perdas sempre são duras... seja de um pai.. seja de alguém que vc mal conhece mas sente uma ligação profunda (as vezes, acontece!)...


Sobre a Carolina... vai ter que acompanhar o blog pra saber:
http://carolinavillenflusser.blogspot.com/

gisele disse...

Que lindO!!Sair de casa é alegre e ao mesmo tempo triste...

Anônimo disse...

Î

Acho que a pessoa aí de cima não leu o post.

Gu do Angu disse...

Contei pra vocês que instalei um raio-x na saída do nosso apartamento? Desses de aeroporto, a Persona deve estar acostumada: a gente pode ver se as pessoas estão levando armas, bombas ou bebês nas malas, sem declarar...

:-p

Mas venham mesmo visitá-la, viu?

Drika disse...

Parabéns pela sensibilidade, já li umas três vezes. No dia que li pela primeira vez, soube que meu pai tem dois aneurismas abdominais. Acho que vou começar a abraçá-lo mais. Obrigada pela lição!
Beijos!

Gu do Angu disse...

Er... Esse post é lindo, mas eu tou doido pra ver o próximo, se é que você me entende... :-)

Michele disse...

To tão sensível hoje... To chorando de ler o texto...Muito bonito, me emocionou muito... Choro junto com vc...

Michele
http://magricelanapanela.zip.net

disse...

Abraço de pai é forte, é terno, é intenso, é quente, é inesquecivel...
E lá se vão doze anos que não os tenho mais fisicamente.
Mas ainda posso senti-los espiritualmente!
Que assim seja com vc!
Bjs

Larissa Santiago disse...

Ele tá te abraçando agora...

ohvarios disse...

Seja vem vinda querida!
Nossa, já me emocionei com esse texto. Vou te favoritar, com certez tem muita coisa boa.

um abraço!

ohvarios disse...

Seja vem vinda querida!
Nossa, já me emocionei com esse texto. Vou te favoritar, com certez tem muita coisa boa.

um abraço!

Carolina Pires disse...

Maravilhoso!

lucy in the sky disse...

lindo....

meu pai fez a escolha dele. trocou a familia por um copo.
q bom vc só ter lembranças boas do teu!

beijos, boa qurta!

Renata Braga disse...

Lindo texto, fechado lindamente por esta bela imagem.
Fez me emocinar.
Paz.

Lali disse...

Adorei o post!! Emocionante realmente... Rs
Parabéns!!

beijos

Anônimo disse...

Nós não fomos feitos pra morrer.
Por isso dói tanto...
Está escrito na bíblia que um dia nós abraçaremos todos os nossos queridos num lugar onde não haverá mais dor, nem morte, nem despedidas... só abraços.
Que Deus conforte seu coração..
Um beijinho

Silvia Cristina disse...

A saudade é ainda maior porque pessoas queridas tem mania de deixar ,cada pedacinho ,seja em uma música ,um cheiro que é único ,um abraço inesquecivel ,até as manias que nos irritavam ,passamos a sentir falta,estão presentes em todos os detalhes que nos completam ,com sutileza e sabedoria ,como vc disse,Ele sabia que eu entenderia e que mais palavras eram desnecessárias ,lindo texto!!!Como diz o ditado nós achamos que uma porta está se fechando mas na realidade é outra está se abrindo...

Cruela disse...

Um beijo para todos que me beijaram aqui.

cris de bourbon disse...

Puxa. Eu agora quase chorei junto. Que linda homenagem a ele.

:,)

Segunda a Sexta disse...

No dia do meu aniversário, foi de cortar meu coração.

Beijo.

Alice ainda mora aqui disse...

Olá,
Muito tocante td isso. Acho que vc vai gostar de ler:
O pai ideal
http://alicedescedolustre.blogspot.com/2008/05/o-pai-ideal.html

e Tristése
http://alicedescedolustre.blogspot.com/2008/05/tristse.html

Adorei o blog.
bsos

Nati disse...

Que post lindo, profundo, emocionante. E agora estou eu aqui na redação, em frente ao pc, chorando por você.
Acho que o meu pai significa tanto pra mim, que lendo você é como se eu estivesse lendo sobre mim mesma.

A forma como você falou dele. Lindo demais.

Mulher paraense disse...

Eu tb chorei, pois queria mto um pai presente e ao ver seu amor pelo seu pai...fiquei mto emocionada.

maíra disse...

É sempre triste... mas... nunca se perde os melhores cheiros... apenas não são sentidos com tanta frequência.
Belo texto, mas ainda fico sem palavras para falar a respeito...
Beijos!

Carelli disse...

Lindo post... A delicadeza do amor entre pai e filho é uma coisa ímpar... Dia 15/11/09 agora fez um ano que o meu se transformou em luz e eu tive o privilégio de, sem saber, ouví-lo se despedir dizendo: 'tchau, meu amor'. Cruela...seu pai e o jeito de ser dele me lembrou o meu... me emocionei com seu post!

flavio disse...

Fui ali picar o cheiro verde no macarrão e fiquei pensando no seu post. Voltei pra dizer. Pra todos que um dia bateram o portão, sonhando e felizes (sem pensar que atrás alguém chorava)se emocionou com seu texto. Acho que com 100 anos lembrarei dos meus pais que já se foram, com seus defeitos e seu amor.
abç,

Mosana disse...

eu chorei junto contigo.. meu pai tá lá na casa dele.. e morro de saudades dele todos os dias..
sinta-se abraçada por mim.
beijos