segunda-feira, dezembro 08, 2008

- ELIAS BATE NA MULHER E O BRASIL APLAUDE

O capítulo de A Favorita exibido nesta quinta-feira (5), mostrou umas das cenas mais fortes e chocantes dos últimos dias e bateu recorde de audiência. A novela de João Emanuel Carneiro registrou média de 47 pontos no Ibope com 66% de share. Nas comunidades de relacionamento que falam da novela, as opiniões dos internautas se divergem. Alguns acham que a surra foi merecida, outros acham que Greice é quem deveria ter batido em Dedina e outros defendem que Damião é quem deveria ter apanhado.(site na telinha) OK, Vamos ver se eu entendi direitinho. O Elias o prefeito cornudo de Triunfo deu uma surra na mulher Dedina (de onde tiraram esse nome?) porque ela o traiu pela segunda vez... foi isso? E esta cena teve recorde de audiência e as opiniões se dividem porque o povo acha que a outra (Grace) que deveria ter batido? Se vocês responderam sim para as duas perguntas quer dizer que de fato eu não entendi nada. Juro que não entendo uma cena em que um cara espanca uma mulher seja aplaudida. O que a Globo quer dizer com isso? Que mulheres que traem pode ser espancadas? Que as “vagabundas”, as “prostitutas” podem sofrer agressões físicas em praça pública sem que nada aconteça ao agressor? Acho tão engraçado isso, o homem pode trair sem culpa, mas não pode ser traído, a sua honra de macho tem que ser lavada com sangue, tipo: você me trai, eu te encho de pancada e a gente vive assim felicidade. O autor já havia abordado o assunto “agressão contra mulheres”, quando o Léo, marido brucutu da Catarina deU nela umas bifas. Situação que não foi denunciada à polícia... agora, a cena se repete e o autor certamente coloca a lei Maria da Penha em uma gaveta e pronto. Já que era para parecer o Oriente Médio, faltou a mulher ser apedrejada e violentada por uns 30 caras, afinal de contas, ela traiu o prefeito da cidade, que é um homem branco, formado e de bom caráter (muito bom por sinal). ps. e não adianta a Rede Globo lotar a minha caixa de email que o post não será removido. Este blog diz:
NÃO A VIOLÊNCIA CONTRA AS MULHERES.

34 comentários:

Gabriela disse...

Exatamente, como pode ser tão contraditório!

Beijos

:: Amor Para Sempre :: Ana e Jo disse...

Realmente, muito ridículo tudo isso.. Dizer que a mídia (leia-se Rede Globo) com o poder que exerce sobre a vida das pessoas praticamente grita: “DIGAM SIM A VIOLÊNCIA”!! Absurdo!! “Que país é esse”??
Que ao menos as pessoas “competentes” se dignem a fazer algo.. Apologia a violência contra a mulher, exatamente o que houve nessa cena!!
Será que além do número de pessoas que aplaudiram eles imaginam quantas lágrimas rolaram de mulheres que passam por isso diariamente..

Bjim!!

Jo

Dama de Cinzas disse...

Não assisto essa novela, mas se fosse ela ia dar pra todos os amigos dele... ahahah

Viver num país machista dá nisso, homem pode, mulher não, e as mulheres ao invés de se unirem para acabar com esse pensamento ainda acusam as outras, poucas são as conscientes de que esse comportamento precisa acabar...

Beijocas

Filhão disse...

Eu também achei a cena completamente horrivél,novela mais ridícula qeu esta não existe.
A globo deveria ter vergonha de colocar isso no ar.
Parecia que tudo aquilo ali era a coisa mais normal do mundo,um cara
enchendo a mulher de porrada, e as pessoas ali,olhando como se fosse certo.
Simplismente Ridículo...
Concordo com o segundo comentario,
será que eles imaginam a quantidade de mulheres que choraram ao ver aquilo que já sofreram ou sofrem?
Revoltante....

Bjs

Teco disse...

Fora que a novela faz campanha contra a violência doméstica, que é o caso da Catarina e do Léo.

Vai entender, né???

Dayana disse...

Contraditório, machista, absolutamente um absurdo! Não assisto novelas, mas infelizmente sei que a maioria das mulheres assistem, e esses aplausos a cena de uma mulher sendo espancada, forão em sua grande maioria dados por nós mulheres.
Lamentável, como diria Simone de Beauvoir ... " A sociedade é machista, e a culpa são das próprias mulheres, porque são elas que criam e educam seus filhos na maioria das vezes". exaustão

ANDRÉA HADDAD disse...

Cara Cruela,
essa a cara do nosso país, completamente sem noção!
Começa a merda toda dentro de casa quando dou audiência a todo tipo de programa seja Globo ou não com esse tipo de imagem!
Caríssima onde está realmente nossa noção?

Qual o gênero nos últimos séculos vem nos educando com tanta falta de discernimento e ensinando a reproduzir desde a imposição do Sec. 19 essa mania de papeis entre homens e mulheres?Quem pode o que!

VOCÊ ACREDITA MESMO QUE NOSSO PROBLEMA SÃO MESMO OS POLÍTICOS?

EU ACREDITO EM PAPAI NOEL ATÉ HOJE E TENHO UM MONTE de AMIGAS FORMADAS, EDUCADAS, DOUTORADAS E TUDO MAIS QUE SÓ ACREDITAM QUE SE REALIZARÃO SE TIVEREM A PRESENÇA DE UM HOMEM EM SUAS VIDAS...

FAÇAMOS UM FAVOR ENORME A NÓS MESMO E A REDE GLOBO

""""NÃO LIGUEM SUAS TÊVES NESSE CANAL"""""

BEIJO GRANDE!

/barrabii disse...

um absurdo !
sociedade machista mesmo !
até quando iremos viver em um mundo tão complexo ?

Não a agressão fisica a mulher ...


um beijo =*

Pâmela disse...

Sabe, enquanto eu assistia à cena (e, confesso, achava um máximo ela levar umas no meio da idéia), comecei a pensar a mesma coisa: 'peraí, disse pra mim mesma, ela está apanhando e eu estou achando bom? qual a diferença entre essa surra e uma outra qualquer, em que a mulher apanha do marido por que ele está bêbado?'
Nenhum motivo justifica a violência. E eu senti nojo de mim mesma quando percebi que estava achando bom ver uma mulher apanhando.

Beijo!

Marina disse...

Não suporto a novela, desde a "mocinha" Claudia Raia até a vilã Patrícia Pilar. Odeio estereótipos, acho ridículo essa de a pessoa ser ruim por achar bonito. Gosto de coisas mais humanas. E essa novela pode ter sido uma novela diferente porque as pessoas não sabiam quem era quem no começo. Apenas por isso. Essa surra foi a gota d'água. E o povo acha lindo.

Acho que tem gente com os conceitos bastante distorcidos nesse país.

Abraço!

elisa disse...

Aplausos (Não para a globo)!

Eu disse...

Parabéns pelo post!!! Concordo plenamente com você! Pelamordideus!! Enquanto a própria mídia continuar a apoiar e divulgar este tipo de agressão, seremos obrigadas a nos deparar com "machos" que ainda se sentem no direito de espancar e humilhar mulheres.
Beijinhos
Elida

Pucci disse...

concordo.

sempre.

homens... pff...

Fire disse...

V.e.r.g.o.n.h.o.s.o


;*

A Madrasta Má disse...

Excelente post! ótima observação.
Concordo plenamente e acho que é isso que a TV faz com as pessoas MANIPULAÇÃO! Sequesta a nossa subjetividade...

Bjinhos da Madrasta!

Cruela Cruel Veneno da Silva disse...

Andrea querida,

eu estava com saudades dos seus comentários.

vida cotidiana disse...

Não acompanho essa novela, mas essa cena eu vi por acaso, trocando de canal, vi porque me chamou a atenção, muito violenta. Mas o que achei pior, foi em uma das falas de outros personagens que viam a surra, uma senhora que estava na praça falava: - Ela deve levar é predada, mulher assim...
Achei de profundo desrespeito, adorei o seu post parabéns, bjs

Afrodite disse...

Bem,eu não assisto tv aberta e essas coisas que chamam 'novela' então...nem fodendo eu assisto!!
Depo que o padrão da referida estação(GLOBO) caiu ao ponto de ser mais baixo que meus rodapés,desisti de vez de acompanhar qq trama vinda dela!
E não apenas dela,mas de qq outra emissora.
Atualmente só vemos baixarias e putaria seja qual o horário que for!
Pra quê acompanhar uma novela como essa?Pra ver esse tipo de exemplo?
por isso que na minha tv s´vejo tv fechada.Assim ao menos eu pago pra ver coisas que valham a pena!!!
Um absurdo apoiarem a violência a mulher!!!

MELISSA S disse...

Tô contigo e não abro. Acho que as pessoas deveriam ter o senso de não acharem isso bonito. em compensação, defendo o direito da tv, assim como o dos livros, de contarem a história que quiserem. Não é obrigação da tv ser educativa e formativa. É uma empresa capitalista como qualquer outra com o objetivo de lucrar. E ponto final.

Balinha* disse...

É a coisa mais covarde que existe, essa violência.

Homem não pode trair não, se eles fizerem a gente vai e faz em dobro. Um dos motivos pelo qual o machismo se sobressai é porque muitas mulheres também são machistas, quando isso acabar e mães não ensinarem seus filhos à serem assim, com certeza teremos mais igualdade.

... http://bsalgada.blogspot.com/2008/12/casa-nova.html

Comentarista Abalizado disse...

Pois, aí está a coisa toda. O autor confrontou exatamente duas realidades de agressões contra a mulher... uma é uma zelosa dona de casa, delicada, sofrida, amorosa, que sofreu injustamente por toda uma vida. A outra é uma ordinária, uma vadia, um péssimo exemplar de criatura, arremedo de ser-humano, que bem merecia uns bofetes.

Aliás, o mundo tanto concorda que a segunda merecia um corretivo, que a população toda aplaudiu esfuziante.

Tudo bem que o papel do prefeito também é "cruel". O cara é quase um guampudo convicto, tanto por não excitar nenhum ser vivo, quanto por ter perdoado sua esposa possuidora de nenhuma moral. Mas, a mulher re-trair o prefeito com o mesmo amante... e o pior, um amante inválido, foi muita sacanagem para qualquer expectador. O sujeito ser traído pela mulher com um cara numa cadeira de rodas é das maiores barbaridades que a Rede Globo poderia ter exibido em horário nobre.

Se o prefeito tivesse deixado barato, fosse da turma do "deixa disso", a audiência teria ido para um buraco sem fim, pode ter certeza.

Até minha avózinha vibrou com a tunda que a traidora levou. Se uma senhora de 80 anos se satisfaz, não pode ser tão errado...

obs: é, sou do mal! Hahahahahah

Cruela Cruel Veneno da Silva disse...

Sim, o autor mostrou os 2 lados.

Uma pobre coitada sem informação e sem recursos para se sustentar e uma mulher "moderna"... o fato é? mesmo ela tendo traido (e quem não trairia aquele palerma?) ela deveria fazer a denúncia... a novela deve cumprir o papel social...

e porque ele não desceu a mão na julia gam? ela também traiu.

Anônimo disse...

Mesmo sendo contra qualquer tipo de violência, tenho que concordar que a Dedina, merece sim, uma boa sova de pau pra ver se deixa de ser china.

Fezzoka Gomes disse...

Nem sei o que te dizer...
Acho que violencia nunca tem explicação.. e que se fosse pra alguem bater em alguem deveria mesmo ter sido a tal Grace.. mesmo estando errado. Mas olha, o autor é podre de machista, como quase todo mundo, pq mulher sempre se ferra quando trai mas homem.. homem sempre fica na boa.


Belo Post!

Um beijo!

JujuG disse...

Eu não assisto essa novela, mas a atriz que faz esse papel é a Helena Ranaldi né? Caramba, essa moça só faz papel de mulher que apanha ou pq é sem coragem demais ou pq é safada demais...que coisa!!!!!!!! kkkkkkkkk

Anônimo disse...

Cruela, aqui é Marina dos Anjos, do blog do Jean. Adorei o seu post: concordo com cada palavra. Foiridículo o que a globo fez.

disse...

Ponto perdido para TV Globo
É uma vergonha...

Cruela Cruel Veneno da Silva disse...

olá Marina,

bem vinda ao Calcinhas no Box... mas já vou alertando que o papo por aqui não é tão cabeça, mas seus comentários podem melhorar o nível.

beijos

Jhacy disse...

Engraçado como nós somos machistas e preconceituosos, isso está tão profundamente enrraizado em nós que nem nos damos conta do absurdo que é isso.

Juliana Castejon disse...

Não é a primeira vez que a globo coloca um espancador de mulheres como bonzinho. Alguns anos atrás uma novela também das oito que eu não me lembro o nome, a Mesma atriz fez o papel de uma mulher que apanhava do marido da raquete de tênis. Ninguém gostava dele, mas ao fim da novela ele foi punido por uma morte acidental num acidente de carro quando qualquer pessoa que tenha senso de dignidade esperava que ele recebesse um tratamento justo pelo crime que cometia...
Adorei o texto, e copiei no meu blog.

ju menz disse...

Foi a cena mais incoerente que assisti. Logo a Globo, que vem prezando pelo "politicamente correto" em suas novelinhas, o que costuma também ficar completamente fora de contexto.
Parabéns pelo post. Confesso que pensei em postar algo sobre também, ainda bem que alguém teve a mesma idéia, já que não o fiz.
Ju Menz

Verônica disse...

Muuuuito atrasada, mas devo registrar aqui que foi um ótimo post!

Senti a mesma coisa ao ver a cena e no final sabe o que foi mais triste ainda? Minha família (mãe, tia, avó) dizendo que a personagem merecia apanhar. Nossa, quanta decepção de uma só vez.

Parabéns pelo ótimo blog!
Beijos.

Cruela Cruel Veneno da Silva disse...

Olá Verônica,

bem vinda, mesmo atrasada.

rs

De fato é triste... como se a condição de ser MULHER já fosse sentença.

beijos e volte sempre

ELTON NEVES O ANJO DAS LETRAS. disse...

Olha sou escritor,e um daqueles que defendem a mulher e seus direitos com unhas e dentes. Mas acho um exagero da blogueira que escreveu o texto acima e dos comentaristas do mesmo texto dizerem que o autor fez apologia a violência contra a mulher.Muitas vezes nós autores temos que descrever oque ocorre na realidade da vida, e isso com a intênção de denúncia mesmo. Realmente neste país machista é permitido ao homem trair suas mulheres,isso parece ser encarado como coisa normal,oque evidentemente não é,mas por outro lado se a mulher trai ela é espancada e quando não muito é assassinada,oque é terrivel.Acho que o João Emanuel Carneiro quis mostrar oque acontece de real no Brasil, aqui quando a mulher trai ela apanha, se ele escrevesse ao contrário ele estaria mentindo não é mesmo?Quantos casos nós já vimos de mulheres que comeram o pão que o diabo amassou por terem sido pegas traindo seus maridos, sendo que quando a mulher é traída nada ocorre com o homem?Vários. Talvez o modo que o Carneiro colocou tenha sido errado. Mas que ele mostrou uma triste realidade de nossa nação acerca da mulher,ah isso ele mostrou.Eu não bati palma,e jamais baterei palma á qualquer tipo de violência seja contra quem for,principalmente se for contra a mulher. Mas se nós autores não pudermos mostrar através de nossas letras a realidade nua e crua da sociedade, quem perde com isso é a própria sociedade.Lembrem-se da Raquel que apanhava de raquete do seu infame marido,aquelas cenas eram terriveis, mas ajudaram a mudar as leis de defesa á mulher neste país.Beijos literários e salve a mulher brasileira.