terça-feira, dezembro 23, 2008

O CALCINHAS NO BOX DESEJA A TODOS UM FELIZ NATAL! *Aqui, até papai noel pendura a cuequinha...

terça-feira, dezembro 16, 2008

NO BOX COM MADONNA

O post abaixo (texto + slade) é um roubo descarado do blog SeximaginariuM (link ao lado), na verdade nem tão descarado, já que o autor disse que não resiste aos meus olhos castanhos cruéis e tentadores... Madonna Louise Verónica Ciccone, simplesmente Madonna – a camaleônica e rainha da música pop, que completa 25 anos de carreira em 2008 - é a MUSASEXI de Dezembro. A cantora que já foi a material girl, a virgem tocada pela primeira vez, uma mulher ligada à Cabala, lançou seu primeiro álbum em 1983 com os sucessos: “Lucky Star”, “Boderline” e “Holiday”. Atingiu o auge da carreira com o lançamento de “Like a Virgin”, que tem como carro chefe “Material Girl” uma de suas musicas mais provocadoras. A partir dai Madonna começou a explorar sua sensualidade posando nua para a revista Playboy e “apimentando” suas músicas e seus vídeos. Em meados da década de 80 os seus concertos foram marcados pelo uso de rosários e de lingerie sensual, o que causou a fúria da Igreja Católica. Em 1992 Madonna “escandaliza” mais uma vez publicando o SEX BOOK contendo “lições” de Sexo Hardcore, Lesbianismo, Sadomasoquismo. No livro a cantora conta suas aventuras sexuais e suas fantasias mais lascivas. PARA LER A MATÉRIA COMPLETA, CLIQUE EM QUALQUER PARTE DO TEXTO. PARA VER O LIVRO, CLIQUE AQUI.

sábado, dezembro 13, 2008

MEU NASCIMENTO - PARTE III (FINAL)

Ainda criança, vou morar com a minha avó... vou ter uma caixa cheia de tampinhas de cerveja e de uma hora para outras vou jogar fora o que demorei tempos colecionando. Passarei horas olhando os eucaliptos do outro lado da rua na esperança de ver um Coala. Assistirei os filmes dos trapalhões no cinema e irei ganhar livros e discos de presente. Antes dos 5 anos volto para casa. Neste dia me avô irá chorar na varanda e eu vou dizer, “não chora não que eu volto”, esta mesma frase será dita por ele 10 anos depois, na véspera da sua morte. Vou esperar meu pai chegar de viagem e vou reconhecer o barulho do carro. Terei um vestido vermelho exatamente igual ao azul. Aos 18 anos irei sair de casa e pagar as minhas contas, me apaixonarei dezenas de vezes. Assistirei uns bons shows e se tudo correr bem, não dançarei funk. Terei ótimos amigos. Antes dos 30 vou amar perdidamente e vou me casar com a pessoa que eu escolhi, logo em seguida irei perder meu pai. Vou sofrer tanto e tanto, no início vou chorar por dias inteiros, depois vou chorar diariamente, escondida, porque vou sentir a dor que nunca passa. Nunca mais serei igual, sempre quebramos um pedaço quando perdemos um grande amor. Vou passar momentos difíceis e Persona estará ao meu lado, sempre. Amanhã eu vou nascer, mas vocês não sabem disso ainda.
IM PER DI VEL QUEM ESTIVER EM BH NESTAS DATAS NÃO PODE PERDER ESSE SHOW. EU AINDA VOU TER QUE ESPERAR A PASSADA POR SÃO PAULO

sexta-feira, dezembro 12, 2008

O NASCIMENTO DE CRUELA (QUALQUER PARTE)

Vocês ainda não sabem, mas daqui alguns dias Cruela irá nascer...
Vocês ainda não sabem, mas daqui alguns dias Persona (eu merma) terá um surto psicótico...e não importa se será numa manhã ensolarada, num domingo ou não. O que importa é que terei que enfrentar uma multidão descontrolada em um shopping qualquer e morrer em pelo menos nuns 100 pilas de presente... tudo isso porque Cruela resolveu nascer na época do NATAL!!!

terça-feira, dezembro 09, 2008

MEU NASCIMENTO - PARTE II

Vocês não sabem, mas daqui a alguns dias eu vou nascer... e minha primeira bicicleta será verde e nunca terei uma mobilete, vou completar a minha coleção de moranguinhos e vou fazer ocas nas montanhas de areia que irão se formar na porta da minha casa quando forem trocar o calçamento. Irei todos os dias para a casa da Ritinha ler meus livros de histórias, mesmo sabendo que ela tem paralisia cerebral e é incapaz de ouvir, na volta irei tentar alfabetizar D. Flora e 2 anos depois ela vai saber ligar os pontos e escrever o próprio nome em letra de forma “FLORA”, vou ficar frustrada, mas meu pai vai me explicar que aos 85 anos e vivendo em um mundo particular ela não iria aprender muito. Aos domingos irei ao bairro mais pobre da minha cidade ler o folheto da missa, D. Luiza vai me entregar a chave da capela, porém, 3 meses depois vai expulsar a mim, a minha irmã e a minha prima Débora do coral sob a alegação de que está fazendo um favor para deus. Só vou aprender a ler aos 7 anos cravados graças a ajuda do meu pai, de uma cartilha Camila Sonha e de uma sandália samoa. Vou aprender a nadar no rio e nunca vou mergulhar. Meu irmão terá os cabelos mais dourados que um ser humano poderá ter e eu vou escolher a cor do carro novo do meu pai. Vou gostar de tomar banho com a minha mãe porque ela vai me pegar no colo e vai ser formar uma lagoa entre a gente. Mas isso não irá me impedir de praguejar quando ela me levar para cortar o cabelo na Dulce. Passarei as férias na casa dos meus avós ou dos meus tios e aos 10 anos irei viajar sozinha. Nunca vou frequentar uma academia e nunca estarei em forma. Vou aprender a fumar e vou parar anos depois, nunca irei me drogar, mas vou continuar bebendo e pintarei os cabelos periodicamente. Terei sardas no nariz, vou me emocionar tantas vezes for preciso, darei bons conselhos aos amigos e ruins também, afinal de contas todo mundo precisa errar. Aos 5 anos irei dormir sozinha no meu quarto e aos 6 irei tomar um banho de bucha para limpar as tatuagens que fiz com a caneta. Vou me arrepender anos depois de não ter fotografado o corpo infantil mais tatuado do mundo. Vou crescer no interior e terei alguns brinquedo da moda. Minha mãe irá pentear meus cabelos para o lado errado até eu ter idade para penteá-los sozinha. (continua...)

segunda-feira, dezembro 08, 2008

- ELIAS BATE NA MULHER E O BRASIL APLAUDE

O capítulo de A Favorita exibido nesta quinta-feira (5), mostrou umas das cenas mais fortes e chocantes dos últimos dias e bateu recorde de audiência. A novela de João Emanuel Carneiro registrou média de 47 pontos no Ibope com 66% de share. Nas comunidades de relacionamento que falam da novela, as opiniões dos internautas se divergem. Alguns acham que a surra foi merecida, outros acham que Greice é quem deveria ter batido em Dedina e outros defendem que Damião é quem deveria ter apanhado.(site na telinha) OK, Vamos ver se eu entendi direitinho. O Elias o prefeito cornudo de Triunfo deu uma surra na mulher Dedina (de onde tiraram esse nome?) porque ela o traiu pela segunda vez... foi isso? E esta cena teve recorde de audiência e as opiniões se dividem porque o povo acha que a outra (Grace) que deveria ter batido? Se vocês responderam sim para as duas perguntas quer dizer que de fato eu não entendi nada. Juro que não entendo uma cena em que um cara espanca uma mulher seja aplaudida. O que a Globo quer dizer com isso? Que mulheres que traem pode ser espancadas? Que as “vagabundas”, as “prostitutas” podem sofrer agressões físicas em praça pública sem que nada aconteça ao agressor? Acho tão engraçado isso, o homem pode trair sem culpa, mas não pode ser traído, a sua honra de macho tem que ser lavada com sangue, tipo: você me trai, eu te encho de pancada e a gente vive assim felicidade. O autor já havia abordado o assunto “agressão contra mulheres”, quando o Léo, marido brucutu da Catarina deU nela umas bifas. Situação que não foi denunciada à polícia... agora, a cena se repete e o autor certamente coloca a lei Maria da Penha em uma gaveta e pronto. Já que era para parecer o Oriente Médio, faltou a mulher ser apedrejada e violentada por uns 30 caras, afinal de contas, ela traiu o prefeito da cidade, que é um homem branco, formado e de bom caráter (muito bom por sinal). ps. e não adianta a Rede Globo lotar a minha caixa de email que o post não será removido. Este blog diz:
NÃO A VIOLÊNCIA CONTRA AS MULHERES.

sexta-feira, dezembro 05, 2008

MEU NASCIMENTO - PARTE I

Vocês ainda não sabem, mas daqui a alguns dias eu vou nascer... e será em uma manhã de primavera quente e ensolarada, como devem ser as manhãs de domingo. O parto normal não vai roubar a minha beleza. Meus cabelos ainda são poucos (e continuaram sendo pelo resto da minha vida), pesarei 3.400 kg e medirei 50 cm, tudo indica que serei saudável. As dobrinhas que fazem as pessoas sorrirem vão ficar para sempre comigo e eu vou gostar de leite gelado para sempre também. Meu primeiro dente só vai surgir aos 6 meses, quando eu já estiver me sentando sozinha. Vou falar aos 10 meses, mas só vou andar depois que completar 1 ano e 2 meses de idade. Irei cair inúmeras vezes e os arranhões servirão como prova. Em um carnaval vou me vestir de índio, no outro de baiana, depois de jeane é um gênio, de marinheiro, de havaiana, de mulher maravilha e por fim só vou colar estrelas coloridas no rosto. Ainda menina irei ganhar um macacão cor de rosa, uma bolsa amarela e um óculos com lentes verdes... e vestida assim irei posar para uma foto montada em um jegue, minha irmã irá participar do episódio, mas as lentes dos óculos dela são azuis. Antes do nascimento do meu irmão irei navegar pelo rio São Francisco, na altura de Juazeiro da Bahia, à bordo do Vaporzinho... vamos comprar uma carranca e guardá-la para sempre na garagem de casa. Minha mãe vai vestir um maiô vermelho para grávidas e eu vou achá-la especialmente linda. Irei beber toda a água do mundo em uma cachoeira no Véu da Noiva em Ilhéus e vou me perder dezenas de vezes na praia... (continua... de verdade)

quinta-feira, dezembro 04, 2008

O DIA EM QUE VOEI...

Hoje pela manhã quando acordei, eu já estava voando... voando muito mais alto do que qualquer outra Andorinha... o céu estava profudamente azul e eu podia ouvir a respiração de Deus... Depois de horas voando, fui falar com a Fada do Cabelo Bom, eu queria agradecer, mas ela chorava... estava triste. Cheguei mais perto e percebi que na sua mão havia um filhote de andorinha imóvel, em sono eterno. Pousei no seu ombro e vi que o filhote era eu. Tentei falar com a Fada que era pra ser assim, que eu fui feliz com ela por uma semana e que ela não teve culpa. Deus havia escolhido um bando de Andorinhas para alegrar os céus... e eu era uma delas. Mas a Fada estava tão triste que não conseguia me ouvir... gritei mais alto, e mais alto, e mais alto. Em vão. Agora, todos os dias ao entardecer eu passo para dar um beijo nela, ela não sabe ainda que aquela brisa fresca sou eu dizendo "MUITO OBRIGADO POR TUDO E PODE FICAR TRANQUILA, DE HOJE EM DIANTE, EU CUIDO DE VOCÊ". ass: Pitágoras (Andorinha Encantada)