domingo, fevereiro 01, 2009

OS FILHOS DA GUERRA.

Ela se casou aos 20 anos com o noivo que escolheu, coisa rara para o final dos anos 30. Perdeu o primeiro filho, o “mal de 7 dias” não perdoava ninguém. No inicio da segunda grande guerra teve sua primeira filha. Enquanto ouvia notícias em seu rádio ESSO sobre a segunda guerra, teve o segundo filho, mesmo achando que Hitler acabaria com o mundo. Ouviu dizer que a terceira grande guerra seria a nuclear e que todos morreriam... temeu essa guerra, nasceu a terceira filha e o mundo não acabou. Depois disso, nasceram mais 6 filhos: menina, menino, menina, menina, menina, menino. Nesse meio de campo o marido “Belo Ferraz” teve mais uma menina que se juntou a prole, somando um total de 10 filhos vivos. E a vida passou, ficou viúva aos 69. Mas, quando faltava pouco menos de 2 anos para completar seus 90. Deus achou que ela era completa demais então te levou um filho (meu pai), o que nasceu durante a segunda guerra. Diante da dor e do seu terço branco que seria colocado nas mãos dele ela disse baixinho: “deus começou a desinterar meus filhos”. E ela estava certa, 2 meses depois morre a a terceira filha, aquela que nasceu durante o boato da guerra nuclear. Para completar sua profecia, ontem morreu a sua filha mais velha, a que ajudou com a costura, a que ajudava a dar banho nos menores. A que lhe deu os primeiros netos e o único bisneto. Morreu a filha da primeira guerra. E foi assim. Em menos de 1 ano e meio, minha avó de 89 anos, perdeu 3 filhos.Porque a guerra, como o “mal de 7 dias” não perdoa ninguém.

41 comentários:

J. C. David disse...

pô...é verdade.

e obrigado pelo comentário em meu blog..

SUNDAY PARTY ! disse...

OLÁAAA !!!

VAMOS TROCAR LINKS ???

BEIJOS !

SUNDAY PARTY ! disse...

OLÁAAA !!!

VAMOS TROCAR LINKS ???

BEIJOS !

Flavi disse...

Nossa, que história... Coitada da sua avó...

Beijos e bom domingo.

Anynha ^^) disse...

Adorei seu blog ele é mto legallll..Parebens

www.garotas-amc.blogspot.com

Flavi disse...

Pode passar meu telefone sim! Os filhotes são lindos e perfeitos.

Tah! Eu sei que sou suspeita em falar, rss...

Beijos

Ricardo Thadeu disse...

Muito interessante o texto. Sintético. Meio comovente, meio “olha mãe dei uma lição de moral”.

Parabéns.
¡Hasta luego!

Cruela Cruel Veneno da Silva disse...

Ricardo:

você leu o post?

creio que não.

Jesica Nepomuceno disse...

Gostei do seu blog.
Gostaria de trocar links?

Meu é http://noticiapop.com

Just a Boy disse...

eu me emocionei como poucas vezes lendo um blog...
a sua avó sim, é uma verdadeira guerreira
um abraço

Just a Boy disse...

eu me emocionei como poucas vezes lendo um blog...
a sua avó sim, é uma verdadeira guerreira
um abraço

Comentarista Abalizado disse...

Todos irão um dia... uns mais cedo, outros mais tarde, mas todos irão.

Se Hitler tivesse vencido, todos teríamos Fuscas.

Bell Bastos disse...

Achei um post muito forte. E gostei da maneira como você contou a história.

Infelizmente a guerra não perdoa ninguém.

Anynha ^^) disse...

Mto bom o texto, Parabens

By Anynha ^^)
http://www.garotas-amc.blogspot.com/

Fábio disse...

Bom texto, ause comovente, mas realmente a sua avô é uma guerreira...

Mas como alguém disse acima:
Um dia todo mundo vai morrer, infelizmente acontece.

Kacau disse...

Um relato bem emocionante...e triste.Deste destino ninguem escapa...Muito bom seu blog!

http://messnatural.blogspot.com/

Net Esportes disse...

muito trsite, infelizmente a única certeza que temos na vida é sem dúvida o momento mais triste de toda ela ........

vida cotidiana disse...

Querida a vida é feita de certezas e a morte é uma delas, infelizmente, pois nós tira o que amamos e nos deixa a saudade como companheira.
Sua vó é uma mulher de fibra. Tenho uma vó de 96 anos que felizmente ainda não perdeu filhos, mas todas as irmãs. vive no seu mundo, devido a idade.Mas é feliz pois soube encarar a vida com dignidade e luta, como sua vó. beijos nela.

Dani RJ disse...

Sua historia me fez recordar a da minha família, em 4 meses perdi minha cachorra, duas tias, um primo e minha avó de 94 anos (Última) decorrente das mortes dos citados... Estou realmente emocionada e consternada com seu momento.

Mas é a vida e "(...) Que importa restarem cinzas se a chama foi bela e alta? (...)"

Pucci disse...

que triste :(

engels disse...

Oh Kiu que lindo e triste. Vô Fifia é realmente uma guerreira. Uma mãe nunca deveria enterrar seus filhos é uma ordem (ou será contra a ordem) muito cruel pra um coração.

engels disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Dama de Cinzas disse...

Nossa! Mesmo não tendo filhos, acredito que uma mãe perder um filho seja a dor mais difícil de encarar...

Beijocas

*** Cris *** disse...

Olá!
Bela narrativa, parece história de filme.
Bjs e ótima semana!

Anônimo disse...

Ai ai...vc diz coisas tãããããããão lindas de cortar o coração...
Bjao!
Marininha

Ella disse...

que horror cruela!
tadinha da sua avó! e de todas as pessoas que, por conta da guerra, perdem tantas pessoas queridas!
abçs,

Cruela Cruel Veneno da Silva disse...

É Marininha.
o trem não tá fácil não.

aff

Renata Brant disse...

Deve ter sido marcante para sua familia.
Adoro seu espaço.
Bjao!
=]

L.S. Alves disse...

Não sei se é culpa da natureza ou da cultura, mas creio que ninguém é preparado pra ver seus filhos morrerem antes de você. Tem que ter força pra aguentar isso. Ainda mais com 90 anos. Não acho que alguém mereça sofrer assim.
Um abraço e força para vocês.

A Madrasta Má disse...

Não sei... parece que foge a regra né a mãe enterrar o filho.... é mto triste.....
Boa semana e bjinhos da Madrasta!

Cruela Cruel Veneno da Silva disse...

Sim Madrasta.

e quando essa mãe enterra 3 então, a coisa fica feia

Teco disse...

É...

Mãe é sempre mais forte mesmo.

Deus abençôe sua vovó.

O amor e etc. disse...

Rapaz, eu me emocionei mesmo! Foi muito lindo isso o que escreveu. Sua avó é uma guerreira, e não é fácil chegar a idade que ela tem agora. Sinto muito pelos seus tios e pai. ótimo post.
Quanto ao texto que me indicou eu já li antes, é maravilhoso.

Grazi disse...

Fiquei encantada com o texto.
bjus

ana borba disse...

triste e história, belo texto...

p.s.: acabei de descobrir o blog... muito bom!

Drunken Alina disse...

Caramba, 3 filhos em tão pouco espaço de tempo O.O
Eu não aguentaria.

Ela poderia escrever um romance da vida dela.

Tem um selinho pra vc no meu blog.

Beijãoo!!

PS: depilação cavada em SP é a completona, que tira tudinho na frente e atrás.

Anônimo disse...

Sabe, meu paizinho partiu aos 94 anos, e o que mais lhe deixava em paz era saber , que não precisou enterrar nenhum fílho em vída.Um privilégio com certeza.
Que dor para tua avozinha guerreira, e para todos vcs da familia, pq tb estão sentidos.
Uma fílha perder os país, é uma dor já suposta pelo o natural da vída,,,,mas o inverso, é muíto devastador!
Beíjos solidários para vc menina, que tb está com o coração doído.
mineira

conversaatrevida disse...

Eu não sou mãe...mas acho que deve ser difícil lidar com o que, a principio é anti natural...ou seja, os pais enterrarem os filhos.

E não sei se uma mãe ter mais de 80 torna isso mais fácil.

Acho que não, talvez só a aceitação pessoas da morte torno isso, ainda que doloroso, aceitável.

Dê um abraço nela por nós.

As vezes um abraço é o único conforto que temos quando parte de nós se vai.

Atrê

Cruela Cruel Veneno da Silva disse...

OLá Calçoleiros,

Muito obrigada pelo carinho. Esse tipo de post é bem contrário ao Calcinhas no Box. Aqui normalmente somos ácidas, vez por outra, durante um surto psicótico até pinta um pouco de delicadeza.

Na verdade, quando posto coisas assim, expondo de fato meus demônios, só quero isso que vocês me deram. AFAGOS.

Valeu gente.

Mutante disse...

Sinto muito pela perda dos teus tios, o sofrimento da avó é certamente imensurável, perder um filho é doído, imagina três...
Deixo meu abraço carinhoso a vcs duas.

Natália disse...

Esses dias morreu meu tio também. Irmão único do meu pai e filho da minha vozinha de 88 anos.
Pelo jeito que vovó ficou, imagino como a sua tenha ficado também, afinal, essa não é a ordem natural das coisas.
Pais e mães velhinhos não foram feitos para se despedir dos filhos assim.
___
By the way, ê blog pra aparecer gente pedindo pra ser linkado, hein?
Eu detesto esse povo. aff.