terça-feira, abril 07, 2009

MISOGINIA .... essa doença pega!

No sentido real da palavra, misoginia quer dizer: desprezo ou aversão às mulheres / desprezo ou aversão ao sexo e/ou ao gênero feminino. OK? E quando isso acontece dentro do fantástico mundo encantado dos gays? Porque ao contrário do que muitos pensam e dizem, os gays (e aqui eu incluo todos os homossexuais homens ou mulheres) não vivem entre beijos e afagos. “nosso arco-íris não é tão colorido” (Jean Wyllys). Que atire a primeira pedra o viado que nunca disse: “racha dos infernos!!!” ou a sapatão que nunca soltou “isso é coisa de viado!!!”... não no sentido amistoso, mas na verdadeira intenção de depreciar, de tornar o outro menor e menos importante. A verdade é que somos assim mesmo, andamos por aí, fazendo cara de bons moços e escondemos no fundo da bolsa Lui Vuitton um envelope com os rótulos que vamos pregar... poc poc, pão com ovo, caminhoneira. O bofe não quer ser visto com a pão com ovo. A Layde não quer ser vista com a caminhoneira. Porque não se pode confundir os papéis, os afeminados, as masculinizadas é o que ridiculariza a “causa”. Podem pensar que somos todos assim. Bem, isso e muito mais foi discutido ontem no debate: A mulher em nós - feminismo, misoginia e guerra dos sexos entre LGBT´s, que reuniu a escritora, cantora e compositora Vange Leonel, a jornalista Ana Fadigas (criadora e ex-editora de G Magazine) e o escritor e professor Jean Wyllys. (post abaixo) Para tristeza dos que não puderam comparecer, eu sou incapaz de reproduzir aqui a riqueza do debate. Porém, tudo foi filmado, então, ainda nos resta torcer para alguma boa alma soltar a bagaça no youtube. Porque de fato, valeu a pena. Na sequência, teve vinho, vinho muito vinho e o Jean Wyllys(que é um fofo) lançando seu novo livro TUDO AO MESMO TEMPO AGORA. Eu já dei uma folheada no meu e estou adorando... logo logo solto alguns trechos aqui.

19 comentários:

Malaguetta disse...

que bom que vc curtiu :D
eu acho que todos tem altos e baixos

Nika disse...

Humm... deve ter sido bem interessante!

Mandy Souto disse...

Eu queria estar em São Paulo, linda e chique. E não em Feira de Santana morrendo de calor. Voltarei a Sampa voltarei, é uma ameaça, rs

Teco disse...

Confesso que nunca tive a curiosidade de participar de ventos que envolvem a defesa das causas homossexuais. O Clodovil, embora dissesse muita m*rda, disse uma grande verdade quando declara que sempre foi contra esses tipos de eventos, porque, segundo ele, a batalha da causa vira batalha da putaria e tudo vira uma grande festa, onde os propósitos somem no meio da multidão animadíssima ao som de axé. Não deixa de ser verdade. Acabo compartilhando com essa opinião. Mas, depois que li esse post, existem algumas coisas que a gente realmente não deve perder. O Jean, por ter "nascido" em um programa da Globo que explora tanto a exposição gratuita, talvez não tenha a credibilidade que mereça, apesar de seu grande potencial intelectual ter ficado em evidência. Confesso que talvez não me interessaria em ir se fosse ontem, mas como você comentou de forma positiva esse debate, me deu até vontade.

Gente, isso era pra ser um comentário e virou outro post dentro do post. Desculpa.

beijos Cruela e Persona!!!
Saudades de vocês (da Persona é uma saudade esquisita, sacomé?)rsrsrs
Beijos!!!

MELISSA S disse...

É, independente da preferência sexual, o fato é que o ser humano adora rótulos. E ponto final. A gente luta contra mas de vez em qdo a gente sucumbe hauhauahu Bjs

Persona disse...

Seguinte... o melhor comentário aqui foi do TECO que falou que tá com saudades de mim... e eu tô carente!

E o assunto do post? Quer saber? Vou continuar falando dessas RACHAS UÓ!

Fui!

Léo Santolli * disse...

[i] Persona eu tbm to com saudades uaiii..

e Cruela pra vc ...o prêmio " Machadinha na testa "

categoria : me faz inveja nega...

Comentarista Abalizado disse...

Olha, eu não sei quase nada sobre a causa e, na verdade, nem gosto muito de quem usa qualquer causa para fazer discurso.

Como cinegrafista, participo de todo tipo de evento, inclusive congressos em que algumas senhoras se declaram de uma associação de Mulheres que Amam Mulheres. Entretanto, o que vejo, de modo geral, é muito ódio nos corações.

As pessoas bradam contra tudo e contra todos. Aliás, no final dos eventos, só faltam querer bater ewm mim, apenas por eu ter nascido homem.

Porém, de uma coisa eu não consigo abrir mão de concordar "...os afeminados, as masculinizadas é o que ridiculariza a “causa”."

Não tem coisa mais bizarra do que esse comportamento que nega a própria anatomia.

Eu acho que tudo seria tão mais facilmente aceito pela sociedade, se um sujeito, homem, de calça, com cara de homem, voz de homem, dissesse sem rancor, que gosta de se relacionar com outros homens. Ou que uma menina, comum, deixasse claro que se sente atraída por outras meninas.

O comportamento de quem quer se passar pelo sexo oposto, além de caricata, dificulta a aceitação, tanto para os heterossexuais, quanto para alguns moderninhos de fachada.

Meme disse...

Tava pasando e parei para ler... Gostei do Blog... prometo voltar mais vezes...

Persona disse...

Ô Comentarista...

Juro que não tenho ódio no coração e sou contra o grupo "mulheres que amam mulheres", já que mulheres amam mesmo cartões de crédito e liquidações!

conversaatrevida disse...

rsrs...NA verdade isso é um hábito TÃO comum que até no BBB que tem câmera em tudo quanto é lugar o povo faz isso...
se oferece pra passar manteiga no páo de alguém depois usa a faca pra meter nas costas do fulano...e depois JUUUUUUUUURA que não fez...rs

aaaaaaaaaahhhhhhhhhhhhhh uma das coisas ruins de se viver no interior do interior é que a gente fica sempre longe de programas assim...
vou esperar a alma caridosa do youtube...

abraço

Atrê

Niltinho disse...

Vivendo, lendo e aprendendo, legal conhecer uns pormenores que só conhece quem faz parte da esfera GLBT.

Ci(Kal) disse...

"...os afeminados, as masculinizadas é o que ridiculariza a “causa”."
Esta foi a frase chave para definir porque lamentavelmente os homossexuais são tão mal vistos e dotados de uma alta carga preconceituosa.Eu penso que por ser mulher e gostar de uma mulher,não tenho que sair por aí coçando um saco que não tenho,vestindo cueca com a calça no meio da bunda,falando grosso,e etc, como mtas andam fazendo e acabam por gerar estes rótulos aos quais nos deixam expostos.A mulher deve preservar a feminilidade sempre,e o mesmo para os homens no tocante à sua masculinidade.A propósito, vejam exemplos como a Marlene Mattos, a Edinancy (judoca que até hj acho que é mais homem do que mulher) e a Tammy, que horrorrrrrrrrrrr.

Bjos

Ci(kal)

Cruela Cruel Veneno da Silva disse...

Olá Teco,

quando recebi o convite, achei que iria encontrar por lá um monte de militantes de chuteira e umas feministas sem sutiã.

Mas para minha surpresa... não... o debate não teve tom de piquete, nem a intenção de mudar o mundo.

Foi bom, muito bom.... e eu recomendo viu?

Outra coisa, adorei seu comentário... a idéia é esta mesmo, provocar... opiniões contrárias são muito importantes... elas podem me fazer mudar de idéia ou reconsiderar muitas coisas.

Dizem por aí que o livro pode ser lançado em BH também... aí te falo tá?

beijos

Cruela Cruel Veneno da Silva disse...

Olá Ci,

Tudo bem?

Vi foto de voces em um dos 1.598 aniversários de regina.

KKKKKKKKKKKKKKKKKK

Seguinte, concordo com você... para gostar de mulher não há a necessidade de se parecer com um homem, porém, para algumas sim... para algumas esta é a forma dela se sentir mais próximo do que ela quer representar...

Se elas fazem meu tipo ou não.. é outra história... durante o debate o jean citou um trecho do filme "tudo sobre a minha mãe" em que um travesti sobe ao palco e diz que "sou uma mulher realizada... porque isso acontece quando estamos mais perto do que queremos ser..." algo assim.

Mas, isso é assunto para outro post.

bom ver voces, mesmo que por fotos.

beijos

Cruela Cruel Veneno da Silva disse...

Léo?

eu conheço, você não conhece!!!!
eu conheço, você não conhece!!!!
eu conheço, você não conhece!!!!
eu conheço, você não conhece!!!!
eu conheço, você não conhece!!!!
eu conheço, você não conhece!!!!
eu conheço, você não conhece!!!!
eu conheço, você não conhece!!!!
eu conheço, você não conhece!!!!
eu conheço, você não conhece!!!!
eu conheço, você não conhece!!!!
eu conheço, você não conhece!!!!
eu conheço, você não conhece!!!!

kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

Cruela Cruel Veneno da Silva disse...

Pois é Comentarista... sei que vivemos em sociedade e bla bla bla...

Mas ser afeminado não é uma escolha... é uma condição... a pessoa é assim... gosta e se sente bem. Assim como muitos usam barba, correntes no pescoço ou cinto caramelo combinando com o sapato.

Em nenhum instante a intenção é chocar... a intenção é só seguir adiante... a idéia é chamar a atenção daquele "macho" que sexualmente me atrai.

Posso usar calça "perereca fujona", posso descer o decote.. ou posso calçar o coturno.

E creia... tem quem goste.

AS mulheres que querem te bater manifestam também a misoginia as aversas.

Como disse o jean.. a sociedade impôs aos "macho branco adulto" o papel de comandar...

e nós aceitamos

e viva Obama, que é macho, é homem mas é negro.

ps. saiba que sempre que postamos algo por aqui ficamos na espera de um comentário seu... porque eles sempre nos fazem pensar...

viu a Persona? agora que um cartão sem limites pré estabelecidos de despesas.

ai ai

Anônimo disse...

Ci (Kal)

Olá meninas, de volta do feriadão, vim correndo ver o blog.

Uma pena vcs não estarem presentes em uma das 1698 comemorações da Regina...rs, realmente foi mto bacana, a rocinha é show de bola, além das impagáveis brincadeiras da Regina...rs .vale a pena demais ficar por lá pra descansar.

Aqui, pena tb não ter a oportunidade de assistir a uma palestra do Jean, pois o acho um cara sensacional, e de antemão, peço para que vcs comentem no blog trechos da palestra dele, sempre temos coisas a aprender.

Um super bjo

Ci (Kal)

Gabriela Galvão disse...

Sabe q qd vi Milk eu falei: 'ñ vai aparecer mulher, ñ, p.ô?'

Aih apareceu aqla única e umas piadinhas d q ri, couberam ali.

Mas as risadas q ouvi d dois caras q estavam atrás d mim... Eram jocosas, msm. Eu me virei e fiz cara feia, tive certeza d q era msm misoginia.

Mt triste, isso. Mt triste.

Assim como 'mulher tem q usar sainha rosinha', 'homem tem q usar calça e falar grosso'.

Por favor!!!...

Mas sigamos falando disso; acho q eh um bom caminho.

Bisous