quinta-feira, julho 02, 2009

PERTO DO FIM DO MUNDO...

Uma das minhas tantas lembranças de infância foi ter ouvido e “entendido” a musica do Roberto “apocalipse” Perto do fim do mundo Como negar o fato Como pedir socorro Como saber exato O pouco tempo Que resta Minha primeira reação foi correr pro quarto e tentar terminar de ler Meu Pé de Laranja Lima, eu não sabia contar o tempo e tive medo de morrer sem saber o destino de Zezinho. Chorei, chorei, chorei e chorei sozinha no quarto, meus pais não sabiam e eu não queria dizer nada, até então eu pensava que só eu sabia disso... não iria assustá-los com o fim do mundo. E meu irmão? Que ainda tinha os cachos dourados dos anjos? Deus seria tão cruel de matar uma criança que nem sabe andar de bicicleta? Que ainda não aprendeu a contar? que nunca andou sozinho no banco da frente do carro? Comecei a ter medo de ir à escola, medo de morrer longe dos pais... na mesma época eu li parte do livro “as profecias de notredamus”, aí pronto, era meu fim. Um dia à tarde meu pai precisou passar em casa e me viu trancada no quarto. Depois de minutos inteiros eu abri a porta, o rosto lavado em choro, o livro aberto em cima do travesseiro... tive que contar a verdade, dizer que iríamos todos morrer... então eu lhe entreguei o livro e pedi pra ele contar o final da história, talvez eu não tivesse tanto tempo para soletrar mais de 100 páginas. Ele me colocou no colo e me falou sobre metáforas, coisas ditas que pareciam outras... o mundo não iria acabar nunca, nós sim, um após o outro iríamos embora... então, sorrindo ele me contou um segredo... que eu nunca poderia contar para ninguém - eu sou a única pessoa que nunca irá embora... Há 2 anos eu descobri que ele havia mentido e até hoje eu nunca o perdoei por ter ido embora.

42 comentários:

as namoradas disse...

sabe, a primeira vez que fui à um velório com minha mãe ela disse que minha avó tava dormindo, e eu não entendia pq tanta gente chorava por aquilo, ano passado ela fez o mesmo, e ninguém mais vai acordar ela...
eu só queria saber pq a gente começa a morrer no dia que nasce...
sentimentos da Rainbow

Mandy Souto disse...

Uma grande abraço Cruela!

Drunken Alina disse...

Que triste =(

Mas ele está até hoje vivo nas suas lembranças e morando no seu coração.

Beijos!

Rebeka disse...

Sinta-se abraçada.

Força ai moça, e ele não foi embora, ele esta ai dentro do seu coração para sempre.

Um beijo

Fernanda Pereira disse...

E sabe, ele, certamente, nunca foi embora. Pq ficou vido em vc!

;)

Teco disse...

É...

mamãe se foi há 11 anos (faz 12 em agosto). (quando te conheci ela já tinha ido).

E pode esperar: 2 anos ou 12, a saudade só aumenta.

Foquinha! disse...

Também não acho que seja uma mentira... os meus, quando se foram, passaram a morar até mais perto, apertadinhos como o meu peito, mas ambos dentro de mim!
Procure-o sempre que precisar e ele lá estará :)

Carinhos,
Foquinha!

Naty Dezoti disse...

Ele não mentiu, não.
Pode ter certeza.
Eu acabei de vê-lo aqui, nas suas palavras.

Meu beijo.

Anna Flávia disse...

Nossa, que post mais bonito você escreveu. A gente vai de um extremo a outro lendo.

Força, viu?

Beijo.

Elô disse...

Amiga querida, te considero bem assim, uma amiga muito querida, pois o que escreves me encanta, me alegra e, agora mais ainda, me emociona.
Meu pé de laranja lima marcou minha infância... o Zezinho foi um divisor de águas na minha "santa inocência".
Há 15 anos minha mãe se foi... e ela também havia me dito que estaria sempre do meu lado...
Sabe de uma coisa? Ela está. Eu sinto isso.
E teu pai também. Nós não estamos sós.

tudo_gratis_e_mais_gostoso disse...

a que triste!!
=**

Mary Valeriano disse...

Do alto dos meus poderes de tarologa relutante, te digo o que o teu pai anda fazendo nos ultimos tempos:
Ele ta la no meio daquela luz brilhante, para onde todos queremos ir (porque vemos muita TV sobre a morte).Ele ta la no meio dos outros pais apontando o dedo pro ce e dizendo con a cara mais orgulhosa do mundo:"Ces tao vendo a quela ali ò?! Aquela do cabelo bom e das ideias maravilhosas! Aquela, è minha filha"
Como mae, te digo que para un pai è o maior orgulho ter uma filha pensante como voce. Nao se termina de ser filhos porque o pai nao esta mais ao lado fisicamente e se voce è orgulhosamente filha de teu pai ele, onde quer que esteja, è orgulhosamente teu pai.
Beijos Cruela.
E muito bonito o modo dignitoso em que voce tratou deste argumento delicado.
Nao me admira que o povo roube os teus posts... Sò que o pai deles se esconde la non meio dos outros né?!

Cruela Cruel Veneno da Silva disse...

ok mary

me fez chorar...

obrigada.

beijos

Sammy e Mama disse...

Sinto muito :(

Um Abraco apertado!

Flor de Azeviche disse...

é...
Como disse a menina lá em cima, sinta-se abraçada...

Um beijo!

Jéssica disse...

Cruela...
Que estranho...tenho a nítida sensação de já ter lido o post...pq?
vc tinha postado antes?na verdade, lembro de alguma coisa no blog do Jean...
Ai...que confusão mental...explica?

Cruela Cruel Veneno da Silva disse...

oi jessica... eu falei sobre isso em um comentário no blog do jean...

certamente vc viu lá.

Dama de Cinzas disse...

Essa é uma promessa que ninguém deve fazer...

Em relacionamentos amorosos eu sofri igual a uma idiota/cretina, porque acreditava quando os homens me diziam que nunca iam me deixar e às vezes no dia seguinte já tinham sumido... rs

Ainda bem que isso faz tempo e já deixei te ser tão tola assim.. rs

Beijocas

Quietinha disse...

Posso te fazer um pedido ? um pedido de mãe? Perdoe sim, um filho a gente ama de tal maneira, que por esse amor, prometemos e acreditamos ser imortais,naquele momento a promessa foi do tamanho do amor que sentia por voce e a certeza de te-la feito, tão inocente quanto teu medo.
Nada e nenhum amor,se iguala ao amor por um filho. Por ele somos gigantes e ficamos perto no sentimento chamado amor eterno.Voces dois o tem.

Fala Rapha disse...

Amore, ele não foi embora por querer, sabe? Ele simplesmente teve que ir. Como minha vózinha (que deus a tenha) falou pra mim em sonho "estou aqui pra organizar a piscina e o boliche no céu, se deixar na mão de deus ele demora e eu quero tudo pronto pra quando vcs vierem".

Cruela Cruel Veneno da Silva disse...

rapha?

nesse caso eu colocaria na mão de deus mesmo... pra demorar uns 100 anos.

pq mesmo com saudade ainda não quero ir encontrar com ele não.

Teco disse...

aviso nada.
se quiser vai ter que ir lá pra conferir.

Mas vou facilitar a sua vida... posto sobre na proxima segunda ou terça feira... no mais tardar quarta. hahahahahaha

bjo.

Cruela Cruel Veneno da Silva disse...

chato

Vicky disse...

Cruelita, a emotiva,

Menina, quem é q te dava acesso a um livro do Nostradamus em plena infância? Bizarro!! Coisa de dar parafuso em cabeça de prego. Tadinha!!

Beijinhos

Jairo Gudzowskyj Brandao disse...

Você é a prova mais clara que ele não se foi, esta lembrança, é uma prova que ele ainda esta com voc~e vivo em sua lembrança, em seus pensamentos e sonhos, eu tambem espero que vocêe demore bastante pra reencontra-lo
beijos

Sabina Insustentável disse...

K... Lagriminha nos olhos!
Tb não perdôo Tia Quitéria.
:(

Cruela Cruel Veneno da Silva disse...

vicky minha patrícia...

lá em casa todos os livros eram acessíveis...

os que não eram (como o tal) eu arrastava a mesa para acalçar.

quem manda ser muito curiosa?

dany disse...

e ele não foi! ta com você sempre, na memoria e no coração.

bjs!

Cruela Cruel Veneno da Silva disse...

pois é danny... por mim podia ficar longe da alma e mais perto do corpo.

sabe como é gente incrédula né?

Fernanda disse...

ahahah obrigada pela sua visita. Acompanho sempre seu blog também.
O sim absoluto fala das nossas prioridades, que sempre vão ser mesmo um sim absoluto. No livro ele diz pra fazermos uma lista com 7 itens. A partir disso, vc consegue ver que o resto, não é uma prioridade, e pode ser um não, em função do que é mais importante!!!
Bjs, um otimo final de semana!
sua foto tá engraçada!!!!

Marina Garfunkel disse...

O importante é que ele segue pra sempre dentro de vc...Bjao!!!!

Elô disse...

Vicky e Cruela,

Eu li o Meu Pé de Laranja Lima e achei marcante. Mas não considero bizarro, este foi um livro bem importante pra mim, gostei bastante, apesar de ser triste...

Bjks

Fogo disse...

Post triste... e lindo.

Um abraço emocionado

Ella disse...

e toda vez em q vc fala dele eu fico super sentida...
pai e mãe sempre diz pra gente: pai e mãe é PARA SEMPRE e a gente tenta nem pensar nisso porque perde o chão só de pensar que esse PRASEMPRE acaba.
olha, de nd adianta eu falar o que for aqui, sua dor não vai diminuir, e creio que ela sempre estará por aí...passeando no seu coração de tempos em tempos..é a dor da saudades...intermitente!
Mas tenta ficar em paz e pensar que ele foi ali e ja volta!

Meu pé de laranja lima....um dos meus livros prediletos..amo de paixão!

Beijosssss

Cruela Cruel Veneno da Silva disse...

marina?

pelo tamanho da minha cintura eu não tenho dúvida nenhuma.

rs

Vicky disse...

Elô,

Eu tb curti muito o Meu Pé de Laranja Lima. Eu chamei de bizarro foi o fato da Cruela ler o Nostradamus.

Vicky disse...

Cruela,

Se não fosse curiosa não seria a Cruela ... sá comé? Inteligência e curiosidade ..... é assim como queijo c goiabada ... Cruela e Persona .....

Cruela Cruel Veneno da Silva disse...

Na verdade Vicky... mainha organizava os livros por tamanho... assim o tal livro ficava bem ao lado da bíblia.

kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

Vicky disse...

Cê é terrrrrrivel, muié!!! Persona, menina, força ai, viu.

kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

Anônimo disse...

Ultimamente, resolvi me render à magia dos blogs e ando procurando, aleatoriamente, coisas interessantes para ler. Hoje encontrei seu blog e simplesmente amei! Gosto do seu estilo de humor e da sua sensibilidade ao escrever. acho que você ganhou uma fã.
Sorte em seu trabalho!

Naiane disse...

Dei tanta, mas tanta, taaaaaaanta gargalhada nesse post. Lembrei até do Zezé de "meu pé de Laranja Lima" e dei mais gargalhadas ainda.
Mas quando li o final, chorei. ;/
Chorei que nem chorei com o Zezé no final daquele livro.

Um abraço bem apertadinho com cheiro de nenem cheiroso.

;***

Naiane disse...

Dei tanta, mas tanta, taaaaaaanta gargalhada nesse post. Lembrei até do Zezé de "meu pé de Laranja Lima" e dei mais gargalhadas ainda.
Mas quando li o final, chorei. ;/
Chorei que nem chorei com o Zezé no final daquele livro.

Um abraço bem apertadinho com cheiro de nenem cheiroso.

;***