sábado, fevereiro 28, 2009

DEPILAÇÃO A BRASILEIRA.

"Tenta sim. Vai ficar lindo." Foi assim que decidi, por livre e espontânea pressão de amigas, me render à depilação na virilha. Falaram que eu ia me sentir dez quilos mais leve. Mas acho que pentelho não pesa tanto assim. Disseram que meu namorado ia amar, que eu nunca mais ia querer outra coisa. Eu imaginava que ia doer, porque elas ao menos me avisaram que isso aconteceria. Mas não esperava que por trás disso, e bota por trás nisso, havia toda uma indústria pornô-ginecológica-estética. - Oi, queria marcar depilação com a Penélope. - Vai depilar o quê? - Virilha. - Normal ou cavada? Parei aí. Eu lá sabia o que seria uma virilha cavada. Mas já que era pra fazer, quis fazer direito. - Cavada mesmo. - Amanhã, às... Deixa eu ver...13h? - Ok. Marcado. Chegou o dia em que perderia dez quilos. Almocei coisas leves, porque sabia lá o que me esperava, coloquei roupas bonitas, assim, pra ficar chique. Escolhi uma calcinha apresentável. E lá fui. Assim que cheguei, Penélope estava esperando. Moça alta, mulata, bonitona. Oba, vou ficar que nem ela, legal. Pediu que eu a seguisse até o local onde o ritual seria realizado. Saímos da sala de espera e logo entrei num longo corredor. De um lado a parede e do outro, várias cortinas brancas. Por trás delas ouvia gemidos, gritos, conversas. Uma mistura de Calígula com O Albergue. Já senti um frio na barriga ali mesmo, sem desabotoar nem um botão. Eis que chegamos ao nosso cantinho: uma maca, cercada de cortinas. - Querida, pode deitar. Tirei a calça e, timidamente, fiquei lá estirada de calcinha na maca. Mas a Penélope mal olhou pra mim. Virou de costas e ficou de frente pra uma mesinha. Ali estavam os aparelhos de tortura. Vi coisas estranhas. Uma panela, uma máquina de cortar cabelo, uma pinça. Meu Deus, era O Albergue mesmo. De repente ela vem com um barbante na mão. Fingi que era natural e sabia o que ela faria com aquilo, mas fiquei surpresa quando ela passou a cordinha pelas laterais da calcinha e a amarrou bem forte. - Quer beeem cavada? - .é... é, isso. Penélope então deixou a calcinha tampando apenas uma fina faixa da Abigail, nome carinhoso de meu órgão, esqueci de apresentar antes. - Os pêlos estão altos demais. Vou cortar um pouco senão vai doer mais ainda. - Ah, sim, claro. Claro nada, não entendia porra nenhuma do que ela fazia. Mas confiei. De repente, ela volta da mesinha de tortura com uma espátula melada de um líquido viscoso e quente (via pela fumaça). - Pode abrir as pernas. - Assim? - Não, querida. Que nem borboleta, sabe? Dobra os joelhos e depois joga cada perna pra um lado. - Arreganhada, né? Ela riu. Que situação. E então, Pê passou a primeira camada de cera quente em minha virilha Virgem. Gostoso, quentinho, agradável. Até a hora de puxar. Foi rápido e fatal. Achei que toda a pele de meu corpo tivesse saído, que apenas minha ossada havia sobrado na maca. Não tive coragem de olhar. Achei que havia sangue jorrando até o teto. Até procurei minha bolsa com os olhos, já cogitando a possibilidade de ligar para o Samu. Tudo isso buscando me concentrar em minha expressão, para fingir que era tudo supernatural. Penélope perguntou se estava tudo bem quando me notou roxa. Eu havia esquecido de respirar. Tinha medo de que doesse mais. - Tudo ótimo. E você? Ela riu de novo como quem pensa "que garota estranha". Mas deve ter aprendido a ser simpática para manter clientes. O processo medieval continuou. A cada puxada eu tinha vontade de espancar Penélope. Lembrava de minhas amigas recomendando a depilação e imaginava que era tudo uma grande sacanagem, só pra me fazer sofrer. Todas recomendam a todos porque se cansam de sofrer sozinhas. - Quer que tire dos lábios? - Não, eu quero só virilha, bigode não. - Não, querida, os lábios dela aqui ó. Não, não, pára tudo. Depilar os tais grandes lábios ? Putz, que idéia. Mas topei. Quem está na maca tem que se fuder mesmo. - Ah, arranca aí. Faz isso valer a pena, por favor. Não bastasse minha condição, a depiladora do lado invade o cafofinho de Penélope e dá uma conferida na Abigail. - Olha, tá ficando linda essa depilação. - Menina, mas tá cheio de encravado aqui. Olha de perto. Se tivesse sobrado algum pentelhinho, ele teria balançado com a respiração das duas. Estavam bem perto dali. Cerrei os olhos e pedi que fosse um pesadelo. "Me leva daqui, Deus, me teletransporta". Só voltei à terra quando entre uns blábláblás ouvi a palavra pinça. - Vou dar uma pinçada aqui porque ficaram um pelinhos, tá? - Pode pinçar, tá tudo dormente mesmo, tô sentindo nada. Estava enganada. Senti cada picadinha daquela pinça filha da mãe arrancar cabelinhos resistentes da pele já dolorida. E quis matá-la. Mas mal sabia que o motivo para isso ainda estava por vir. - Vamos ficar de lado agora? - Hein? - Deitar de lado pra fazer a parte cavada. Pior não podia ficar. Obedeci à Penélope. Deitei de ladinho e fiquei esperando novas ordens. - Segura sua bunda aqui? - Hein? - Essa banda aqui de cima, puxa ela pra afastar da outra banda. Tive vontade de chorar. Eu não podia ver o que Pê via. Mas ela estava de cara para ele, o olho que nada vê. Quantos haviam visto, à luz do dia, aquela cena? Nem minha ginecologista. Quis chorar, gritar, peidar na cara dela, como se pudesse envenená-la. Fiquei pensando nela acordando à noite com um pesadelo. O marido perguntaria: - Tudo bem, Pê? - Sim... sonhei de novo com o cu de uma cliente. Mas de repente fui novamente trazida para a realidade. Senti o aconchego falso da cera quente besuntando meu Twin Peaks. Não sabia se ficava com mais medo da puxada ou com vergonha da situação. Sei que ela deve ver mil cus por dia. Aliás, isso até alivia minha situação. Por que ela lembraria justamente do meu entre tantos? E aí me veio o pensamento: peraí, mas tem cabelo lá? Fui impedida de desfiar o questionamento. Pê puxou a cera. Achei que a bunda tivesse ido toda embora. Num puxão só, Pê arrancou qualquer coisa que tivesse ali. Com certeza não havia nem uma preguinha pra contar a história mais. Mordia o travesseiro e grunhia ao mesmo tempo. Sons guturais, xingamentos, preces, tudo junto. - Vira agora do outro lado. Porra.. por que não arrancou tudo de uma vez? Virei e segurei novamente a bandinha. E então, piora. A broaca da salinha do lado novamente abre a cortina. - Penélope, empresta um chumaço de algodão? Apenas uma lágrima solitária escorreu de meus olhos. Era dor demais, vergonha demais. Aquilo não fazia sentido. Estava me depilando pra quem? Ninguém ia ver o tobinha tão de perto daquele jeito. Só mesmo Penélope. E agora a vizinha inconveniente. - Terminamos. Pode virar que vou passar maquininha. - Máquina de quê?! - Pra deixar ela com o pêlo baixinho, que nem campo de futebol. - Dói? - Dói nada. - Tá, passa essa merda... - Baixa a calcinha, por favor. Foram dois segundos de choque extremo. Baixe a calcinha, como alguém fala isso sem antes pegar no peitinho? Mas o choque foi substituído por uma total redenção. Ela viu tudo, da perereca ao cu. O que seria baixar a calcinha? E essa parte não doeu mesmo, foi até bem agradável. - Prontinha. Posso passar um talco? - Pode, vai lá, deixa a bicha grisalha. - Tá linda! Pode namorar muito agora. Namorar...namorar... eu estava com sede de vingança. Admito que o resultado é bonito, lisinho, sedoso. Mas doía e incomodava demais. Queria matar minhas amigas. Queria virar feminista, morrer peluda, protestar contra isso. Queria fazer passeatas, criar uma lei antidepilação cavada. Criar o domínio... www.bucetascabeludas.com.br (autor desconhecido - email enviado pela Marina do 9 Kamis na Lua.)

sábado, fevereiro 21, 2009

POST ROUBADO

Em pleno carnaval, o Calcinhas no Box rouba um blog fantástico, de um cara que nem sabe que a gente existe. O Espalitando Dente, é um blog escrito por um gordo escroto, sem papas na língua. E é justamente por essa falta de compromisso com o certo e com o ético que eu sou fã dele. O post roubado fala sobre o carnaval em Salvador. Não que eu concorde com tudo que está lá, afinal de contas sou baiana e vez por outra dou as caras por lá. É certo que quando isso acontece faço a linha "VIP" (prá variar). Sabe aquele povo que tem credencial para subir no trio e paga de rica no camarote da Daniela? RESUMINDO: EU TÔ NA BAND!!!!! Nosso Carnaval Eu até tentei. Uma vez peguei o dinheiro do estágio e paguei um bloco de carnaval. Por quê? Não sei. Talvez estivesse alegre naquele tempo. O suficiente para aguentar aquela coisa que eles chamam de avenida. Gente demais. Barulho demais. Axé demais. Ladrão demais. Sem falar no filho da puta que gritava lá de cima, “Vamos dar a volta no trio”. E quando isso acontecia, não importava se você não estava a fim de dar a volta na porra do trio. A alegria da Bahia carregava você. E foi numa dessas que tropecei numa gorda e caí feio. Lembro dos pés saltando sobre minha cabeça, e eu pensava, porra, bem que minha mãe avisou, “Cuidado pra não ser pisoteado”. Mas não deu tempo de sentir dor. A massa veio e me forçou a dar a volta no caralho do trio. Enfim, meus planos naquele carnaval era encontrar uma gringa. Daqueles ricas. Que me levasse pro seu quarto de hotel chique. Foderíamos durante todo o carnaval, e depois ela me levaria para a Europa. Mas foi diferente. O mito que todo mundo se dá bem no carnaval da Bahia consumia minha cabeça. Foi quando um amigo disse, “Bono, o segredo é a loló. Bota a nêga pra cheirar essa porra e agarra!”. Ok. Era a minha chance. Peguei a porra do lança, taquei na cara da putinha, e quando fui beijá-la, ela gritou, “Oxe, gordo, sai!”. Claro que não esperei para ver o encontro de trios. E no caminho de volta, com a perna toda assada, ainda levei um soco de uma mulher-macho de um metro e meio bem no meu rim defeituoso. O mais interessante é que no dia seguinte, minha vizinha, uma velha que não tem o que fazer, disse que me viu na Band. “Ô, Paulo, você tava mancando?”. Foi o que eu disse. Tentei. Mas sabe como é. Não faço parte do que eles chamam de gente bonita, alegre e cheia de suingue. Talvez eu nem seja tão baiano assim. A verdade é que tô de saco cheio de Ivete Sangalo. E nunca mais dei a volta no trio. Por outro lado, lembro que o ano passado foi assim. Eu estava em casa. Olhava pela janela os caras passarem vestidos de mulher e lotando o ônibus da Barra. Quando Nina chegou. Trouxe pão, vinho, biscoito, salame, e mais uns cinco filmes. Nina era foda. Depois ela disse, “Voltei a tomar o anticoncepcional. Pra gente fazer o nosso carnaval”. E eu disse, “Porra, parece verso de marchinha. Pega o vinho e vem pro sofá”. ENTÃO É ISSO. CARNAVAL TÁ AÍ. USEM CAMISINHA E SE BEBER, NÃO DIRIJAM, NINGUÉM MERECE SER ATROPELADO POR UM BÊBADO SEM NOÇÃO EM PLENO CARNAVAL.

quinta-feira, fevereiro 19, 2009

Ganhadores de São Paulo

Como a vida é justa... eu não pude assistir o filme com vocês porque estava garantindo o leite das crianças e quando chego de vôo ainda tenho que postar os nomes do ganhadores.(ê dor de cotovelo)
Quero agradecer a participação de diversos leitores de outros estados que, mesmo sabendo que a promoção era para Sampa/Rio, resolveram participar e nos divertir com respostas pra lá de criativas!

Aqui estão as respostas escolhidas de São Paulo... segura aí:

Celine S.
O motivo que eu me deitaria é o mesmo pelo que me deito. Sofro de Síndrome do Pânico e Ansiedade descoberta a um ano. Então de forma a resolver a causa e tratar o efeito preciso ver minha analista que utiliza o metodo yung no tratamento.
Persona: Também sofro de Ansiedade em um nível muito, muito, muito alto e sei o que você passa! Pela coragem de querer, mesmo tendo Síndrome do Pânico, se enfiar em um espaço escuro e restrito com muitas outras pessoas... você merece!

Cruela Cruel Veneno da Silva
Não preciso de resposta porque sou a dona do blog.
Persona: ahauhauahau... essa beesha é muito cara de pau mesmo! Então vá pra porra do cinema e não me enche!

Daniela C.
Me deitaria em um divã para esquecer as mazelas do mundo: fome, miséria, dor, sofrimento...
Persona: Seguinte Dani, eu sei que é muito bonito fazer esse estilo miss preocupada com o mundo, mas a gente deita mesmo num divã pra falar do nosso umbigo, saca? Mas quem sou eu pra gongar sua resposta, hã? A sua foi escolhida porque esse blog precisa mesmo de qualquer coisa politicamente correta!

Kátia M.
Para tentar arrumar um marido melhor....kkkkk ou um genro melhor pra Cruela e pra Persona...kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk
Persona: Vocês vão dizer que a gente puxou a sardinha pra Ká, que é o nosso "filhão" do coração, mas acho que tentar arrumar um genro melhor (rico e mão aberta) pra gente é muuuuito válido! Filhão, marido melhor a gente encontra mesmo é caindo na vida e não no analista!

Mutante
Eu já sentei num divã e foi estranho, eu falava dos problemas e eu mesma dava as soluções, descobri bem bem mais tarde que precisava era tomar vergonha na cara e agir... deu certo!
ah tá minha resposta não foi engraçada eu sei, mas quero muito ir nessa pré estréia!!!!!!!!!!! Leva esta criatura ao cinema Cruelaaaaaaaaaaa!!!
Persona: Minha cara, conversa de divã é assim mesmo: a gente fala dos problemas e a gente mesma dá as solucões... o estranho mesmo é pagar por isso!
Diante desse seu apelo à Cruela, eu resolvi escolher a sua resposta pra mostrar que, ao contrário de Cruela, eu sou uma pessoa de coração bom. ai ai.. eu sou uma fofa mesmo!

Miss X
Porque se aos 23 anos já sou completamente perturbada, imagine como posso ficar com o tempo sem a ajuda de um profissional!
Persona: Gata, nós adoramos pessoas perturbadas! Acho que com o tempo você só vai continuar perturbada, só que mais esperta e sagaz! O tempo, além de nos deixar cada vez mais loiras, faz isso com as pessoas! Meu bem, faça a louca e seja feliz!

Mônica A.O.
Porque já que é pra fazer terapia, o melhor é do jeito clássico.
Persona: Bem, estou te achando muito certinha... acho que você deveria tentar novas posições, mas se está dando certo assim... pela resposta clara simples e objetiva: ganhou!

Sandra M.
Por trabalhar em um lugar onde só tem loucos,e ser a única pessoa ainda sã.
Persona: ahauhauahuahau... você jura, né San? Gata, essa é a melhor! Todo louco jura que não é louco... merece!

Thiago H.S.
Para sair da seca!
Persona: Existem lugares mais apropriados pra sair da seca do que uma salinha de terapia... mas reconhecemos que no momento de desespero a pessoa apela e tenta de tudo! O negócio tá feio aí hein.... espero que você tenha tido mais sorte no cinema!

Vivian S.
Pra parar de bater palmas enquanto danço!
Persona: Ví, minha filha, já te falei que dançar e bater palmas é coisa de velho! Mas já que você não consegue controlar esse comportamento obsessivo, acho melhor procurar um analista mesmo. Só não vá ficar batendo palmas no meio da sessão e muito menos durante o filme.

quarta-feira, fevereiro 18, 2009

PRÉ-ESTRÉIA DO FILME DIVÃ... EU FUI

Ontem, o Arteplex Unibanco de São Paulo, recebeu dezenas de pessoas para uma sessão exclusiva do filme DIVÃ. Antes da exibição fomos informados pela bonitona, ops, pela Luciana, que se tratava de fato de uma sessão especial, e que o filme seria exibido em DVD, já que as cópias em 35mm ainda não estavam prontas. Na hora pensei: "aff, lá vem a bomba, um filme chato com imagem ruim". Paguei a língua já na primeira cena, a imagem era ruim (também eu queria o quê? É DVD porra!), mas o filme... ai ai. No analista a Mercedes diz que se sente um pouco promíscua, já que existem muitas mulheres morando nela... e de fato há. Tem uma Mercedes para cada uma de nós, a carente, a bem resolvida, a dona de casa, a mulher moderna, a que gosta de sexo, a que se masturba, a que acha que a vida é assim mesmo, a que quer mudar a vida... Mercedes é uma mulher comum, casada, com filhos, com um belo apartamento, uma boa amiga e um belo par de pernas, ops (de novo). Mas mesmo assim resolve ir ao analista. O filme é de um bom humor fantástico, bem feito, escancarado. As piadas são todas velhas, mas estão bem ali, onde deveriam estar... o resultado disso? gargalhadas e mais gargalhadas (não é mesmo San??) O elenco é impecável, a trilha sonora é de babar... e a Lilian? Bem, digamos que ela se deu bem, muito bem no filme. RS Quem gosta de Martha Medeiros vai se deliciar com o filme, fala após fala a marca dela está lá. Cravada. A estréia oficial do filme, será dia 17 de abril e se eu fosse você não perderia isso por nada.

terça-feira, fevereiro 17, 2009

LILIAN CABRAL SORRIU PRA ELA...

E no Rio a pré-estréia do filme DIVÃ bombou... a Dani, que esteve lá, deixou o seguinte comentário: Dani RJ disse... “ Vou descer devagar, meu sapato é novo (em meio a risos dela e dos convidados)” Lílian Cabral ao falar sobre o filme. Eu sigo a vida como exploradora, tento redescobrir cada pedaço da minha vida, fazendo assim crescer os meus horizontes e vontades. Me vi em vários momentos do filme, ri horrores, chorei também. Nota 10. E aquele sorriso pra mim? O filme é MARA, ELA é MARA ahahah – EU INDICO ai ai... Deus dá azeitona pra banguelo. Agora é a nossa vez. Conselho: cheguem cedo!

domingo, fevereiro 15, 2009

OS GANHADORES DO RIO

AFRODITE Se ele fosse gostoso como o Gianni,ou lindo como Rodrigo Santoro eu não só deitava como rolava também.... Agora sobre os problemas que falaria a um deles?Que não consigo atingir ao orgasmo e sugeriria que me dessem uma 'ajudinha' a chegar lá,entendem CRUELA: Sem querer te deixar desanimada, se eles atendessem, certamente sua senha seria a de numero 6.983.364.921 ALÊ POLAIN Bom, a razão que eu iria ao analista seria para olhar para dentro de mim, e descobrir a cada dia o que eu posso fazer para melhor a minha vida, inclusive na realidade estou buscando justamente agora um/a profissional para que junto comigo encontre atalhos para uma vida melhor e mais plena. CRUELA: Bem, eu não entendi nada, então resolvi premiar a moça por ter desafiado minha capacidade de interpretação. ALEXANDRA P. C. Para compreender o meu papel no universo e conduzir minha vida de forma limpa e honrada. CRUELA: Aleluia irmã! DANIELLA COSTA Eu iria ao analista pra dizer que nunca vou ao analista. CRUELA: Mas aí você podia mandar um fax e economizar uma grana. JULIANA MOTTA Eu iria ao analista para poder concorrer as entradas para o filme. CRUELA: Gente do céu, pobre adora ganhar uma coisa né? MÁ PAIS Para me livrar do vício de ler o Calcinhas no Box! Só que isso, nenhum analista consegue! CRUELA: Que me desculpe as outras concorrentes, mas esta resposta foi a melhor de todas. PUCCI Bastaria a analista(gata) deitar por cima... ou por baixo...ou de ladinho ... CRUELA: Nesse caso, eu aconselho você catar alguém no calçadão mesmo que dever ser beemm mais barato. PRISCILA P. Hãn! CRUELA: Adoro esse povo fora da casinha. SERGIO MARTORELLI Prá entender porque nunca consigo transar. CRUELA: Aconselho que faça a mesma coisa que Pucci, esse negócio de sexo e amor é coisa do passado TATIANA GIORDIO (resposta enviada pelo amigo Léo) O fato é que eu me apaixono pelo menos 4 a 5 x por mês.. , pergunta se já me dei bem em alguma dessas investidas? Paixão 1 - Nesse ultimo mês eu reencontrei um ex-namorado, atual melhor amigo, futuro .. não sei o que.. “C”, a verdade é que ele gosta de mim, me pediu em namoro, mas veja só, o cara mora em Campinas ( lá na casa da porra ) e eu em Aracaju/Salvador ( lá na casa da macumba ), o cara só vem na região de cá 1 x no ano.. e geralmente em dezembro, é bem certo que não vale a pena esperar 11 meses e 26 dias, para ficar com o dito cujo 5 dias apenas.. isso me fez lembrar o ultimo filme do Gianne ( entre lençóis )... os 5 dias não é uma má idéia.. mas qualquer outra pessoa do meu circulo familiar diria que eu to entregue a vida devassa.. enfim ! Paixão 2 - Conheci um carinha numa entrevista para um futuro papel numa peça , dois concorrentes, uma vaga , e nenhum selecionado, porém, todavia, entretanto... o saldo foi positivado com o pedido de troca de telefones, MSN, orkut, a porra toda com o rapaz.. “ L”..., pois bem, o cara estava todo gentil pro meu lado, entrava logo cedo no messenger, deixava uns depoimentos no orkut, me paparicava , pensei que ia dar caldo.. e assim aconteceu a paixão da segunda semana de janeiro , e que acabou na semana seguinte, pois o dito cujo para a infelicidade da nação, ou só minha mesmo, foi chamado para o exercito ( se bem que eu adoro um militar ) , e ai o tal foi-se embora para Agulhas Negras – RJ.. ou seja .. me lasquei geograficamente versão 2, no mesmo mês ! Paixão 3- Na terceira semana de janeiro fui promovido a um cargo maior na empresa, ganhando a mesma coisa , trabalhando mais, porém com a visão dos Deuses... fico numa salinha reservada com o cara mais bacana, mais gente boa, mais lindo, mais inteligente, mais mais, mais.. e aí começamos uma amizade mtooo, mas mtoo boa.. com 4 dias, ele já visitou meu cafofo (apartamento), já fomos jogar futebol ( sim.. eu tenho esse hábito), já fomos para oficina de rádio e tv juntos.. e marcamos de ir a boite... e foi exatamente na porra da boite que tudo desandou... salientando que eu já estava caído de amores ... deve ser por isso que sempre me dizem que eu sou uma pessoa muito volúvel . Voltando à boite.. A Clone Mix é uma boate relativamente antiga que fica na zona sul de Aracaju . Foi a primeira vez que fui ao local e me surpreendi com a quantidade de ambientes diferentes, apesar de não curtir muito os locais e o preço da cerveja. Estávamos em três , andando entre andares, bebemos, dançamos e causamos nas pistas do local. A certa altura da madrugada, “P” pediu para que por favor mudássemos de ambiente, e eu implorei para que antes parássemos no banheiro por que o álcool já estava fazendo efeito. Deixamos o outro colega onde estava porque sabíamos que não ia sair de lá e começamos a circular. Ao sair do banheiro vejo o Professor Marcos subindo as escadas. Saco, não quero fazer cara de paisagem pra ele. Nessa hora fico estrategicamente parado atrás de “P”, meio escondido... - Meu bem, o que você ta fazendo ae atrás de mim?!?’ -‘Ai, fica parado ai... Olha, tá vendo aquele moreno alto de camisa “mamãe-to-forte” preta? -É meu professor, Marcos...Uoh, não quero vê-lo...’ - Pera! Marcos?!?Marcos Barbosa? Ele está aqui?!?’ vira e se esconde atrás de mim, segundos antes do professor virar, me ver e esticar um sorriso amarelo que respondo com uma levantada de sombrancelha. Odeio fazer isso. Mudamos de ambiente e encosto “P” na parede. - Da onde você conhece ele?!? Conta tudo a-go-ra!’ - Ah, a gente sai de vez em quando... ele é um pouco violento, sabe, mas eu até gosto... vou até mandar uma mensagem pra ele...’, olhinhos brilhando debaixo do celular. Puta mundo pequeno. Minha mais recente paixão .... transando com meu professor. Rolou um pouco de ciúme, não pelo professor, por quem não tenho um pingo de atração, mas pelo “P” , que era de um ‘universo de trabalho’ que nunca pensei que fosse se encontrar com o ‘universo acadêmico’. O mundo gay [sergipano, pelo menos] consegue ser tão pequeno e ao mesmo tempo tão abrangente que praticamente todo mundo conhece alguém que pega alguém, sendo impossível escapar das coincidências. E essas eu conheço bem. Paixão 4- E no ultimo fim de semana de janeiro.. me produzi todooo, fiquei enfeitado que nem jegue de lavagem ! e me mandei para o show de Daniela Mercury e Titãs, e o melhor é que foi um show 0800 na praia.. particularmente adoro shows em praia.. !..chegando lá, depois vários rodopios , eis que eu conheço o “ F” ...estava todo se fretando para o meu lado...e eu claro fazendo a linha difícil.. hahaha, mas uma gracinha daquelas de bandeja.. eu não podia deixar passar.. começamos a conversar e ele todo se jogando mesmoo.. parecia um padre em noite de confissões.. perguntou sobre a minha vida toda.. confesso que eu também me empolguei já que de fato ele era interessante... , um tempo depois se aproximaram quatro moças com cara de faveladas, feias ( isso não é dor de cotovelo), mal vestidas e notoriamente “Piriguetes”... uma delas se aproximou do “F” e se apresentou e tal.. até aí tudo bem , nada demais nisso.. tudo bem até ela trazer as outras 3 vacas que a acompanhavam.. e que fizeram questão de se apresentar, conversinha pra lá, conversinha pra cá , eu fiquei no vácuo, com aquela cara de paisagem que todos sabem ... qual não é a minha surpresa ao olhar para traz e ver a piriguete mais feia.. um canhão mesmo.. beijando escrotamente o “F”... custou a cair a minha ficha sabe ?? pq estava na cara que o F era gay... será que elas estavam literalmente na seca ? pq não é possível que uma pessoa normal , veja dois rapazes conversando da maneira que estávamos, o que denotava que chupamos a fruta até o caroço.. e essa pessoa ainda venha querer frete.. e me assusta mais ainda a posição dele em ficar com a fulana, já que não foi só um beijinho.. eles se agarram a noite toda... começo a pensar que quem precisa de um analista é ele.., o cara estava querendo disfarçar o que ? para quem ? por qual motivo ? ahhh isso só Deus sabe !, o que eu sei é que ser trocado assim descaradamente , dóiiii, dóiiii mesmo, já que não é a primeira vez que isso me acontece.. . Fim de festa e eu volto para casa sem voz.. sem guentar levantar os braços de tanto dançar a la mercury... e com uma raivaaa dos dois... Balanço amoroso do mês : 4 paixões repentinas, 2 parceiros sexuais, 1 coração ferido, e 1 vida devassa ... CRUELA: Resumindo, pra tomar vergonha na cara e virar home.

RESULTADO DA PROMOÇÃO "DIVÃ"

E hoje, somente hoje a sorte sorriu para 10 cariocas e 10 paulistas, isso só foi possível graças aos meus cabelos bons e a ajuda gloriosa da agência NÚCLEO DE IDÉIAS, que diante do sucesso da promoção aumentou a nossa cota de convites.
(modelo do convite São Paulo) Todos os felizes ganhadores irão receber um email da Nathy Vianna, vocês devem confirmar este email com os dados pedidos por ela. E pelo amor de deus, deem um trato na carapina, não quero leitor do Calcinhas esgandaiado na frente do Cauã Reymond, Reinaldo Gianecchini e muito menos da Lilian Cabral. Os ganhadores são: RIO DE JANEIRO AFRODITE ALÊ POULAIN ALEXANDRA P.C. DANIELLA COSTA JULIANA M. (DESISTIU) * MÁ PAIS PUCCI PRISCILA P. SÉRGIO MARTORELLI TATIANA GIORDIO * ZITCHA SÃO PAULO: CRUELA CRUEL VENENO DA SILVA CELIENE S. DANIELA COUTO KATIA MANZINI MISS X MONICA A. O. MUTANTE SANDRA MACHADO THIAGO DA HORA VICKA SUAREZ PS. se o povo de São Paulo tiver sorte ainda me encontra por lá... Afinal de contas eu vou espalhar minha beleza e sacudir meu cabelo bom para os menos favorecidos.

quinta-feira, fevereiro 12, 2009

A PROMOÇÃO CONTINUA...

Isso mesmo! Resolvemos estender o prazo para que todo mundo possa participar. Agora, as respostas enviadas até as 14:00h de amanhã (sexta-feira) irão concorrer as entradas. E ainda tem mais, dizem por aí que conseguimos mais convites. Então! quem quer ir comigo ao cinema? *********************************************************************** POR QUAL MOTIVO VOCÊ SE DEITARIA NO DIVÃ DE UM ANALISTA? Queridos leitores e cinéfilos de plantão: preparem-se para a estréia da comédia O DIVÃ no dia 17 de abril! O DIVÃ, baseado no livro de Martha Medeiros, promete garantir boas risadas e fazer ainda mais sucesso do que a peça de teatro que já atraiu mais de 175 mil pessoas... além de tudo, traz em seu elenco a MARAVILHOSA Catarina (ops) Lília Cabral, que interpreta Mercedes, muito bem acompanhada pelos (deliciosos) galãs Reynaldo Gianecchini, Cauã Reymond e José Mayer. A história é bacanérrima, porque fala sobre uma mulher que, aos quarenta anos, começa a frequentar o psicanalista e resolve se reinventar! Pessoalmente, acho que todo mundo deveria se despir de preconceitos e começar a frequentar um (bom) psicanalista. Acho que esse é o momento de esquecer do mundo e olhar pra gente. Um momento de coragem, especial, íntimo e necessário. Aproveitando esse assunto de/do DIVÃ, nós do CALCINHAS NO BOX, queremos saber de você: POR QUAL MOTIVO VOCÊ SE DEITARIA NO DIVÃ DE UM ANALISTA? Tá... tudo bem, sei que você está pensando aí que não temos nada a ver com a sua vida e que não vai contar nada íntimo, mas garantimos que as MELHORES RESPOSTAS serão muito bem RECOMPENSADAS! É isso mesmo! Você que nunca ganhou nem bingo de quermesse, pode ganhar agora um par de convites para a pré- estréia de O DIVÃ... basta que envie uma boa resposta a essa pergunta para calcinhasnobox@yahoo.com.br. Todas as repostas devem ter o nome completo e verdadeiro do participante e em qual cidade você quer assistir a pré-estréia. As respostas vencedoras serão divulgadas aqui no Calcinhas no Box. Pra você aí que ficou com o pé atrás quando falamos em nome verdadeiro, pode ficar tranquilo, pois não divulgaremos no blog, mas precisamos do nome para a lista VIP, que não serão divulgados no blog. Somente pseudônimo ou iniciais. Sem contar que esses ingressos são pra pré estréia VIP VIP VIP. Não sei se me fiz clara, mas isso quer dizer que só vai gente bacana, bonita, inteligente, interessante e... você! Essa é uma pré estréia fechada e só o CALCINHAS NO BOX poderia proporcionar isso aos seus leitores! Serão sorteados cinco pares de ingressos para São Paulo e cinco pares para o Rio de Janeiro. Se ligue nas datas das sessões: PRÉ-ESTREIA - RJ 16/02 - Segunda-feira - 21h UNIBANCO ARTEPLEX - SALA 04 Praia de Botafogo, 316, Botafogo - Rio de Janeiro/RJ PRÉ-ESTREIA - SP 17/02 - Terça-feira - 21h UNIBANCO ARTEPLEX - SALA 03 R. Frei Caneca, 569, 3º piso, Cerqueira César - São Paulo/SP Conselho de Cruela e Persona: Corram! A gente não costuma dar nada a ninguém e quando isso acontece... é melhor aproveitar! Até porque só serão aceitas as respostas enviadas até quinta-feira (12) . CINEMA NACIONAL É MARA!

quarta-feira, fevereiro 11, 2009

PROMOÇÃO RELÂMPAGO!

POR QUAL MOTIVO VOCÊ SE DEITARIA NO DIVÃ DE UM ANALISTA? Queridos leitores e cinéfilos de plantão: preparem-se para a estréia da comédia O DIVÃ no dia 17 de abril! O DIVÃ, baseado no livro de Martha Medeiros, promete garantir boas risadas e fazer ainda mais sucesso do que a peça de teatro que já atraiu mais de 175 mil pessoas... além de tudo, traz em seu elenco a MARAVILHOSA Catarina (ops) Lília Cabral, que interpreta Mercedes, muito bem acompanhada pelos (deliciosos) galãs Reynaldo Gianecchini, Cauã Reymond e José Mayer. A história é bacanérrima, porque fala sobre uma mulher que, aos quarenta anos, começa a frequentar o psicanalista e resolve se reinventar! Pessoalmente, acho que todo mundo deveria se despir de preconceitos e começar a frequentar um (bom) psicanalista. Acho que esse é o momento de esquecer do mundo e olhar pra gente. Um momento de coragem, especial, íntimo e necessário. Aproveitando esse assunto de/do DIVÃ, nós do CALCINHAS NO BOX, queremos saber de você: POR QUAL MOTIVO VOCÊ SE DEITARIA NO DIVÃ DE UM ANALISTA? Tá... tudo bem, sei que você está pensando aí que não temos nada a ver com a sua vida e que não vai contar nada íntimo, mas garantimos que as MELHORES RESPOSTAS serão muito bem RECOMPENSADAS! É isso mesmo! Você que nunca ganhou nem bingo de quermesse, pode ganhar agora um par de convites para a pré- estréia de O DIVÃ... basta que envie uma boa resposta a essa pergunta para calcinhasnobox@yahoo.com.br. Todas as repostas devem ter o nome completo e verdadeiro do participante e em qual cidade você quer assistir a pré-estréia. As respostas vencedoras serão divulgadas aqui no Calcinhas no Box. Pra você aí que ficou com o pé atrás quando falamos em nome verdadeiro, pode ficar tranquilo, pois não divulgaremos no blog, mas precisamos do nome para a lista VIP, que não serão divulgados no blog. Somente pseudônimo ou iniciais. Sem contar que esses ingressos são pra pré estréia VIP VIP VIP. Não sei se me fiz clara, mas isso quer dizer que só vai gente bacana, bonita, inteligente, interessante e... você! Essa é uma pré estréia fechada e só o CALCINHAS NO BOX poderia proporcionar isso aos seus leitores! Serão sorteados cinco pares de ingressos para São Paulo e cinco pares para o Rio de Janeiro. Se ligue nas datas das sessões: PRÉ-ESTREIA - RJ 16/02 - Segunda-feira - 21h UNIBANCO ARTEPLEX - SALA 04 Praia de Botafogo, 316, Botafogo - Rio de Janeiro/RJ PRÉ-ESTREIA - SP 17/02 - Terça-feira - 21h UNIBANCO ARTEPLEX - SALA 03 R. Frei Caneca, 569, 3º piso, Cerqueira César - São Paulo/SP Conselho de Cruela e Persona: Corram! A gente não costuma dar nada a ninguém e quando isso acontece... é melhor aproveitar! Até porque só serão aceitas as respostas enviadas até quinta-feira (12) . CINEMA NACIONAL É MARA!

segunda-feira, fevereiro 09, 2009

POST ROUBADO

Agora aqui é assim, toda semana eu vou roubar um blog, e se o dono não gostar que faça uma queixa formal ao Ministério Público. Pronto, tava aqui ó... falei. O primeiro blog a ser roubado é o SUTIÃ 44. Eu não sei se vocês sabem, mas está na lista dos meus favoritos, então, nada mais justo do que começar por ele. O post escolhido para fazer parte da minha galeria de pequenos roubos é o TUDO SOBRE A MINHA MÃE. E ele começa assim... Quando eu tinha sete anos eu apanhava da Talita. Na verdade todo mundo apanhou da Talita aos 7 anos, era como se fosse um rito de passagem! Talita era uma menina muito má, cerca de 8 cm mais alta do que eu, que falava com um sotaque itapipoquense digno de roça e que tinha o cabelo bom. Eu era uma paulistaninha criada em apartamento, que nunca tinha estudado em uma escola pública, usava aparelho móvel e óculos de aro cor de rosa e tinha o intelecto muito mais desenvolvido aos 7 anos do que a Talita e todos os seus 6 irmãos, juntos dentro do fusca-abacate da mãe da Talita. Eu ia apanhar da Talita, isso era fato. Eu sabia disso, Talita sabia disso, toda a primeira série A do Grupo Escolar Júlio de Mesquita sabia disso. Era uma questão de tempo e oportunidade. (PARA CONTINUAR LENDO, CLIQUE EM QUALQUER PARTE DO TEXTO) ps. CUIDADO, O SEU PODE SER O PRÓXIMO

sábado, fevereiro 07, 2009

SAMBA DE COMADRE

Seguinte, todos os dias eu recebo dezenas de centenas de emails de pessoas perguntando quando, onde e como um ser humano sexualmente interessante faz pra encontrar qualquer uma das moças do "Samba de Comadre". Para facilitar a vida dos meus leitores e provar mais uma vez que meu coração é de uma bondade imaculada eu resolvi fazer este post. Contatos para shows, eventos, paqueras, envio de flores, jóias, chocolate e carros. - (31) 8843-4777 / Preta ou Claudinha (que na verdade é a mesma pessoa), mas se seus créditos acabaram você pode mandar um email para sambadecomadre@yahoo.com.br. Como as meninas são sambistas de fato e só se preocupam com o pandeiro, o site oficial ainda está em construção, mas, elas estão no ORKUT. Para acessar o profile e acompanhar a agenda do SAMBA DE COMADRE clique AQUI.. Para recordar, segue um vídeo de uma música que adoro, a qualidade é ruim, mas partindo do princípio que foi feito por um bêbado tá até bom.

quarta-feira, fevereiro 04, 2009

EUTANÁSIA NO BRASIL!

Ontem o jornal Nacional exibiu uma matéria sobre eutanásia... e errôneamente foi dito que no Brasil esta prática ainda não é permitida. Por isso que eu digo: "nunca acreditem em tudo que é dito pela imprensa" a imprensa erra, falha. Para provar o grande e grotesco erro do Jornal Nacional eu vou repostar um post que fala sobre um caso de eutanásia no Brasil POSTADO ORIGINALMENTE EM 05/02/2007 (ou seja, há 2 anos atrás o Calcinhas já sabia de coisas que nem a Rede Globo sabia) Tudo bem... você quer morrer mas não sabe como. Quer morrer, mas quer fazer isso com dignidade, você tem horror a sangue, por isso não pode cortar os pulsos. Não vai pular de um prédio porque você ainda é um bom cidadão e não quer atrapalhar o trânsito. Veneno nem pensar.... não há honra em beber veneno para ratos... Então, acalme-se, nós temos a solução. O Calcinhas no Box, depois de anos de pesquisa descobriu uma forma de morrer, uma forma legal e digna de morrer.... EUTANÁSIA. Sim, eu sei, essa prática é proibida no Brasil, masssssss... há uma brecha na lei. Existe um único e glorioso caso em que a eutanásia é permitida... RESSACA PROVOCADA POR LICOR DE OVO. Siga atentamente todos os passos abaixo, beba até a embriaguês e boa viagem. RECEITA: Licor de ovo Ingredientes: Açúcar: 500 gramas Ovos frecos: 6 gemas Vinho do Porto seco: 100 ml Álcool puro: 100 ml Leite gordo ou meio gordo: ½ litro Limão: casca de um limão Açúcar baunilhado: a gosto Preparo: Bata energicamente as gemas com 300 g de açúcar e a baunilha, até que fiquem esbranquiçadas e tenham aumentado de volume. À parte, ferva o leite gordo com o resto do açúcar e as cascas do limão. Deixe esfriar e tire a casca do limão. Em seguida, junte muito lentamente o leite açucarado às gemas batidas. Acrescente aos poucos o álcool e o vinho do Porto, mexendo delicadamente. Coe num guardanapo para tirar eventuais grumos. Despeje numa garrafa e tape. Observações: O licor de ovo pode ser servido frio ou morno (aquecido em banho-maria).

terça-feira, fevereiro 03, 2009

AOS CALÇOLEIROS DE PLANTÃO.

Olá Calçoleiros, Muito obrigada pelo carinho. Alguns posts (como o último)são bem contrários ao Calcinhas no Box. Aqui normalmente somos ácidas, vez por outra, durante um surto psicótico até pinta um pouco de delicadeza. Na verdade, quando posto coisas assim, expondo de fato meus demônios, só quero isso que vocês me deram. AFAGOS. Por isso vou roubar uma frase que é exclusiva da Persona e dizer para vocês: EU VEJO FLORES EM VOCÊS. Valeu gente. ps. PARA QUEM CHEGOU AGORA, SEGUE A LISTA DE ALGUNS DEMÔNIOS. OS FILHOS DA GUERRA DE TODOS OS ABRAÇOS O QUE EU NUNCA ESQUECI DIA DOS PAIS

domingo, fevereiro 01, 2009

OS FILHOS DA GUERRA.

Ela se casou aos 20 anos com o noivo que escolheu, coisa rara para o final dos anos 30. Perdeu o primeiro filho, o “mal de 7 dias” não perdoava ninguém. No inicio da segunda grande guerra teve sua primeira filha. Enquanto ouvia notícias em seu rádio ESSO sobre a segunda guerra, teve o segundo filho, mesmo achando que Hitler acabaria com o mundo. Ouviu dizer que a terceira grande guerra seria a nuclear e que todos morreriam... temeu essa guerra, nasceu a terceira filha e o mundo não acabou. Depois disso, nasceram mais 6 filhos: menina, menino, menina, menina, menina, menino. Nesse meio de campo o marido “Belo Ferraz” teve mais uma menina que se juntou a prole, somando um total de 10 filhos vivos. E a vida passou, ficou viúva aos 69. Mas, quando faltava pouco menos de 2 anos para completar seus 90. Deus achou que ela era completa demais então te levou um filho (meu pai), o que nasceu durante a segunda guerra. Diante da dor e do seu terço branco que seria colocado nas mãos dele ela disse baixinho: “deus começou a desinterar meus filhos”. E ela estava certa, 2 meses depois morre a a terceira filha, aquela que nasceu durante o boato da guerra nuclear. Para completar sua profecia, ontem morreu a sua filha mais velha, a que ajudou com a costura, a que ajudava a dar banho nos menores. A que lhe deu os primeiros netos e o único bisneto. Morreu a filha da primeira guerra. E foi assim. Em menos de 1 ano e meio, minha avó de 89 anos, perdeu 3 filhos.Porque a guerra, como o “mal de 7 dias” não perdoa ninguém.