quinta-feira, abril 22, 2010

LUXO E DIGNIDADE ANDAM DE MÃOS DADAS.

Quem é chique pra valer não compra champanhe, manda fazer

Minha marca de champanhe preferida no mundo, Perrier-Jouët, fez uma degustação de seis de seus rótulos– mesmo aqueles que ainda não são vendidos no Brasil–, no lindo espaço Manioca, ao lado do Maní. O relógio bateu 12h30 e eu, colocando o papo em dia com meu amigo César Adames, já estava na terceira taça de Belle Epoque… Já à mesa, ouvimos a palestra do chef de caves– o homem responsável por “montar” as Perrier-Jouët, ano após ano, para que tenham o mesmo sabor e harmonia–, Hervé Deschamps e provamos os rótulo Belle Epoque 2000, Belle Epoque 1998 (minha preferida, feita com Chardonnay, Pinot Noit e um toque de Pinot Meunier), Blanc de Blancs, Belle Epoque Rose 2004 e Belle Epoque Rose 2002. Só alegria profunda e borbulhas.

O momento em que quis, muito, ganhar na Mega Sena foi aquele no qual Hervé apresentou o programa By and For da Perrier-Jouët. É simples: você se hospeda na linda Maison Perrier-Jouët em Champagne, na França, é levado pelo Hervé em pessoa para uma degustação na cave, na qual descobrirá- e contará para ele- quais sabores de quais rótulos mais o agradam. Este é o passo 1. No passo 2, você conta seus gostos pessoais: que tipo de música prefere, comida mais adorada, país do mundo que se sente em casa, sabores que mais o confortam, etc e tal. Com base nestas informações, Hervé preparará SEU PRÓPRIO CHAMPANHE, ÚNICO NO MUNDO. Entre seis a 12 meses (tempo necessário para a “confecção” e descanso da bebida) enviará para sua casa uma caixa lindona com 12 garrafas do líquido borbulhante. Fala a verdade: NADA mais chique do que abrir um champanhe feito por você e para você. Nada. O problema é o que preço da brincadeira não tem graça para a maioria dos seres viventes… R$ 300 mil (e não inclui as passagens pra França, tá?). Até hoje, apenas 10 pessoas no mundo todo fizeram essa customização: atrizes de cinema e alguns milionários japoneses.  Dinheiro bem gasto para quem tem zilhões.
Ô, inveja.
(Ailin Aleixo - www.gastrolandia.uol.com.br)
dica enviada via twitter por @DeboraJotta.

10 comentários:

Little_p disse...

Digno!
Mas tenho tanta coisa p querer que ter uma bebida feita pra mim ainda n esta entre elas...hehe.
abço

Mary Valeriano disse...

Eu to è bebendo uma limonadinha feita sob medida pra euzinha e poe mim mesma... quem se acontenta goza :-)))

Anônimo disse...

sou pobre, portanto, não bebo champanhe!... só mesmo cerveja, um bom vinho ou até mesmo uma bicadinha numa cachaçinha da boa (branquina para fazer caiprinha ou amarelinha para abrir os trabalhos!) ;o)

Comentarista Abalizado disse...

Olha, eu não faço champagne.
Mas, por 1000 reais, deixo que se hospedem na minha casa e depois ainda envio 12 garrafas com Tang para a casa do vivente.
E no sabor que quiserem! Até Laranja com Mamão.

Dog disse...

rsrs... se eu podesse me dar a esses luxos, daria...rs


beijos!!

Janaína Leslão disse...

comentarista abalizado, amei sua resposta!
gargalhei até!!! ÓTEMO!

Anônimo disse...

Vc é chique, quisera eu ver um decimo da sua finesse.

Miss X disse...

Eu acho digno, muito digno, mas por enquanto terei q me contentar com a Absolut ou o drink q aprendi de vodca com Skitles XD

Fernanda Pereira disse...

E eu contando os trocos pra ir pra Argentina de lua de mel...

Ahh pra #$%¨&*()_IUY!@&*%¨(&)*...

Morri de inveja#fato

PS: follow me no twitter pra eu poder destilar veneno com vc sua metida.@fepgarcia

Uma Pulga em desesperO disse...

Será que um deles quer me adotar???????