terça-feira, dezembro 07, 2010

VIVER NESTE PAÍS É COMO TER A MÃE NA ZONA - PARTE II

Eu me lembro como se fosse hoje. Eu tinha 10 anos de idade e brincava de boneca (cof cof cof) na calçada de casa, coisa bem comum em cidades quentes do interior.

De repente, minha mãe chegou esbaforida e colocou todo mundo pra dentro dizendo que tinha um bêbado solto na cidade.

Não que bêbados não fossem comuns, mas era um bêbado diferente... era um bêbado que havia perdido o controle do carro e atropelado algumas pessoas que também estavam na calçada... uma criança de 5 anos morreu na hora, sua avó perdeu as 2 pernas e a sua mãe sofreria pelo resto da vida com as seqüelas que o acidente haviam deixado no corpo, na vida e na alma.

O bêbado nunca foi punido... morreu muitos anos depois de cirrose hepática... Adalgisa perdeu uma filha, a mobilidade da mãe e a condição de voltar ao trabalho.  Além é claro de perder o um jeito de sorrir que ela tinha.

Hoje, ao ler que o assassino do músico RAFAEL MASCARENHAS () foi condenado a pagar cestas básicas eu volto no tempo, relembro um caso de infância e vejo que o Roger sempre teve razão... VIVER NESTE PAÍS É COMO TER  MÃE NA ZONA... por que como posso chamar um país que não pune crimes de trânsito?

O que o bêbado da minha cidade e o assassino do Rafael Mascarenhas fez não foi diferente de sacar uma arma e atirar contra um inocente...

Gostaria muito de saber quantos ainda terão que morrer, quantos terão suas vidas trocadas por quilos de arroz de segunda para que alguém perceba quão injusto é a falta de punição?

Eu vou pressionar aqueles que tiveram meu voto... mesmo que não dê em nada. EU VOU TENTAR.
Para a família do jovem RAFAEL MASCARENHAS, para a família da ADALGISA e para todas as famílias que tiveram seus membros e suas vidas amputadas eu deixo meu abraço.

Somos todos vítimas de um sistema falido e injusto. #fatão.

13 comentários:

Afrodite disse...

Lamentável!!!
Acho tudo lamentável...

Juliana Castejon disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Juliana Castejon disse...

É de se indignar mesmo, o Judiciário é o poder mais corrupto e atrazado desse país. Mas ainda torço pra que haja justiça...

L.S. Alves disse...

Pior de tudo surgiu uma pesquisa afirmando que o Judiciário é o poder com maior grau de confiança da população. Se um poder corrupto assim é o que o brasileiro tem de melhor imagina a situação do executivo e do legislativo?
Um abraço moça.

Murdock disse...

Eu, por outro lado, pergunto quantos estão dispostos a não beber quando forem dirigir, mas não pela multa ou pelas blitzes, mas porque podem matar alguém.

cruela veneno da silva disse...

Sim Murdock..

A culpa é da certeza da impunidade.

Priscila Barbosa disse...

Assino em baixo!

Anônimo disse...

Oi, por acaso persona se chama rebeca?

Marina Garfunkel disse...

Concordo plenamente com tudo que disse! Mas condenados a pagar cestas básicas foram o irmão do assassino (pq é isso que ele é) e o amigo que participava do pega. O julgamento do assassino ainda não aconteceu.

Barbarella disse...

Tipo...vivi isso...perdi um tio assim...e o assassino, nem se quer perdeu a carteira de motorista....taí alegrão, livre, leve e solto, pronto pra matar mais alguns....
Te dizer....zona pouca é bobagem....

bjks

cruela veneno da silva disse...

Rebeca, Rebeca...

hummm

não.

rs

Anônimo disse...

E se você estivesse dirigindo e de repente surge um louco de skate num túnel no meio da madrugada bem na frente do seu carro? =T

Lou Albergaria disse...

Esse é o Brasil! Mas os culpados somos nós mesmos, pois esse país é tão somente TODOS NÓS QUANDO JUNTOS.

PROPONHO A VC uma parceria de banners. Levarei o seu para OS AMIGOS DO LOBA DE RAY-BAN e SE QUISER TRAG O BANNER DA LOBA para seu espaço. Será um prazer.

BEIJOS!!!!