terça-feira, outubro 18, 2011

A ESCOLHA DE SOFIA

É sempre a mesma história na hora de doar ou abandonar o animalzinho de estimação. A pessoa passa anos com o bicho e de repente, resolve que não quer mais.

“vou me mudar para um apartamento e não posso ficar com ele”
“minha esposa está grávida e não podemos mais ficar com ele”
“ele cresceu demais e não temos espaço”

Simples assim, não quer??  joga fora.

Agora eu fico aqui pensando!!! E sei que muitos vão me odiar por isso, mas e as crianças ou pessoas?

A família mora em uma casa e se muda para um apartamento, certo?

Essa mesma família tem 3 filhos e eu acho que 3 filhos em um apartamento de 2 quartos é inviável. Então, diante disso qual seria o seu critério de descarte?

Vai doar o filho mais velho que está crescido, ocupa muito espaço e come demais? Ou o mais doentinho, que dá muito trabalho e é mega carente? Até chora quando você sai pra trabalhar?

Também não podemos esquecer do filho bonzinho. Se dá bem com outras crianças, é sociável e com certeza irá amar muito a nova família. Essa seria uma adoção bem rápida, se for de raça então... baba!

Se bem que tem a filha... essa de fato pode ser um problema, já pensou se engravida? Em um apartamento tão pequeno não cabe mais crianças. Certo?

Porém, meu conselho (se é que você ainda o quer) é que você abandone  a sua sogra, ou até mesmo a sua mãe. Afinal de contas ela está velha,  vive doente e logo logo vai parar de andar e te dar muito, mas muito trabalho mesmo.

5 comentários:

EU SOU NEGUINHA disse...

Fantastico post...
Tenho 5 filhos de 4 patas,todos resgatados de rua e são minha felicidade..

Dicliife disse...

Não precisa nem de cachorro para minha mãe por pra fora de casa kk, eu ela já está mandando embora. Ela disse ontem: Você já tem 20 anos, pode arrumar um quartinho para alugar. Tenho dois irmãos mais novos um de 9 e outra de 6 que dormem no quarto dela, imagina só o aperto kkk!! Adorei o post ri muito, quando eu tiver uma sogra vou abandona-la para adotar 2 cachorrinhos e 1 gato.

Lana disse...

Aqui em casa estamos passando por cenário de decisão semelhante. Acostumamos a cachorra a dormir na cama e há 04 anos ninguém dorme uma noite toda.. ela deita no meio da cama e se você afastar ela ROSNA. A minha companheira fica esmagada na parede enquanto eu tento me encontrar no espaço que dá..
Vou abandonar Vivi e eu e Tuka teremos a cama só pra gente.
;)


(Gente é podridão né não?)

cruela veneno da silva disse...

Lana?

Sei bem como é isso de cachorro na cama viu? aqui em casa Filó quer dormir no travesseiro, e ai de quem tenta tirar...

Chama o dr pet

kkkkkkkkkkkkk

Escaminha disse...

Se adotou, tem que cuidar!